CPIs dos Maus-Tratos e do BNDES são prorrogadas

Da Redação | 14/12/2017, 16h12 - ATUALIZADO EM 18/12/2017, 15h25

Por terem alcançado o número mínimo de apoiamentos necessários, as CPIs dos Maus-Tratos e do BNDES foram prorrogadas, nesta quinta-feira (14), e continuarão seus trabalhos no ano que vem. O comunicado foi feito pelo presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), ao final da sessão deliberativa desta quinta-feira (14).

De acordo com os requerimentos, a CPI do BNDES funcionará até o dia 1º de março. Já a CPI dos Maus-Tratos terá mais 180 dias para apresentar seu relatório final. O presidente desta CPI, Magno Malta (PR-ES), agradeceu os 38 senadores que assinaram o requerimento de prorrogação e lembrou que as cartilhas lançadas esta semana pelo colegiado tem tido uma grande procura.

- São três manuais preventivos voltados ao cuidado de crianças e adolescentes em relação ao suicídio, bullying e cyberbullying, e uma última sobre auto-mutilação. Órgãos de governo e outras instituições tem solicitado reproduções destas cartilhas em grande número. É bom lembrar que só em relação ao suicídio, hoje é a 3ª causa de mortes entre os adolescentes - frisou o senador, reforçando o argumento quanto à necessidade da CPI prorrogar seus trabalhos, voltado à proteção destes segmentos populacionais.

Já a CPI do BNDES investiga irregularidades em empréstimos concedidos pelo banco no âmbito do programa de globalização das companhias nacionais.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
19h25 Acordo com a Jamaica: O Plenário aprovou o Projeto de Decreto Legislativo 48/2019, que ratifica acordo para troca de informações tributárias com a Jamaica. A matéria vai à promulgação.
19h22 Acordo de Madri: O Plenário aprovou o Projeto de Decreto Legislativo 98/2019, que ratifica protocolo de acordo sobre registro internacional de marcas. A matéria vai a promulgação.
19h17 Frente parlamentar do Norte e Nordeste: O Plenário aprovou o Projeto de Resolução 48/2019, que cria a Frente Parlamentar dos Senadores dos Estados do Norte e Nordeste. A matéria vai a promulgação.
Ver todas ›