CCT aprova uso de Libras e legendas na propaganda eleitoral transmitida pela televisão

Da Redação | 08/03/2016, 11h13 - ATUALIZADO EM 08/03/2016, 13h01

A propaganda eleitoral gratuita, a propaganda partidária e os debates transmitidos pela televisão deverão utilizar os recursos da Língua Brasileira de Sinais (Libras) e legendas, como forma de tornar conhecidas as propostas dos candidatos a cargos eletivos pela população com deficiência auditiva.

A exigência é prevista no projeto de lei do Senado (PLS) 272/2014, aprovado nesta terça-feira (8) pela Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT). O texto, que segue para a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), foi apresentado há dois anos pelo então senador Ruben Figueiró (PSDB-MS).

O projeto estipula que a propaganda partidária gratuita transmitida pela televisão deverá utilizar, simultaneamente, os recursos da Libras e as legendas, que deverão constar do material entregue às emissoras, sob pena de não divulgação. A proposta também ordena que a transmissão de debates entre candidatos tenha interpretação em Libras.

Na justificativa da proposta, Figueiró afirma que o acesso permanente à informação política, sobre os partidos e seus programas, candidatos e propostas é premissa incontornável do exercício da cidadania nos dias atuais.

O relator da matéria na CCT, senador Telmário Mota (PDT-RR), afirmou que a proposta é relevante e condizente com o Estatuto da Pessoa com Deficiência.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
10h45 Domésticas: CRE aprova adesão do Brasil à Convenção sobre Trabalho Decente para Trabalhadoras e Trabalhadores Domésticos, da Organização Internacional do Trabalho (OIT). O PDS 210/2017 segue para o Plenário com pedido de urgência na votação.
10h37 Vistos para Emirados Árabes: CRE aprova acordo entre Brasil e Emirados Árabes Unidos (EAU) para mútua isenção de vistos para portadores de passaporte comum (PDS 215/2017). EAU é sede de importantes pólos comerciais e turísticos, como Dubai e Abu Dhabi.
Ver todas ›