A ameaça da nova gripe

Da Redação | 29/06/2009, 00h00

Veja as definições do Protocolo de Procedimentos para o Manejo de Casos e Contatos de Influenza A (H1N1), do Ministério da Saúde:


Caso suspeito

Doença de início súbito, com febre (temperatura acima de 37,5° C), tosse ou dor de garganta, com ou sem outros sintomas ¿ como dores de cabeça, musculares ou nas articulações, ou ainda dificuldade para respirar. Esses sintomas devem estar vinculados às seguintes situações:

4paciente retornou, nos últimos dez dias, de países com casos confirmados da gripe; ou

4teve contato próximo, nos últimos dez dias, com um caso suspeito ou confirmado.

Caso confirmado

Infecção confirmada por exame em laboratório de referência ou, caso não tenha sido possível coletar amostra, confirmação de contato próximo com pessoa cujo contágio foi constatado.

Caso descartado

Caso suspeito cujo exame deu negativo.

Contato próximo

Contato com pessoa com caso suspeito ou confirmado, um dia antes e até sete dias após o início dos sintomas, nas seguintes situações: 4durante viagem internacional (passageiros da mesma fileira, das fileiras laterais e das duas fileiras à frente e atrás da pessoa com caso suspeito ou confirmado);

4pessoas que cuidam, convivem ou que tiveram contato com secreções respiratórias da pessoa com caso suspeito ou confirmado. 

ATENÇÃO: os menores de 12 anos infectados podem armazenar o vírus até 14 dias após o início dos sintomas.


Compartilhar: Facebook | Twitter | Telegram | Linkedin