Legalização de jogos de azar deve ser votada em 2018

24/01/2018, 08h32 - ATUALIZADO EM 24/01/2018, 11h04

A legalização dos jogos de azar presenciais ou on-line deverá ser analisada neste ano pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). O autor do Projeto de Lei do Senado (PLS) 186/2014, senador Ciro Nogueira (PP-PI), defende que os impostos arrecadados pela prática sejam investidos em segurança pública. Ele acredita em uma arrecadação sobre os jogos e cassinos na ordem de R$ 20 bilhões e, ao mesmo tempo, no fim de práticas nocivas como pagamento de proteção policial, corrupção e caixa dois. A legalização do jogo enfrenta resistências. Os senadores Magno Malta (PR-ES) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP) defendem a rejeição do projeto. Eles acreditam que a exploração dos jogos de azar vai incentivar a lavagem de dinheiro, além de promover o vício. A reportagem é de Marcella Cunha, da Rádio Senado.



Opções: Download