Cidadão que acompanha o orçamento público dá valor ao Brasil


Edolesia Fontoura da Rosa Andreazza

Edolesia Fontoura da Rosa Andreazza
  • Ano de participação: 2017
  • Cidade: Flores da Cunha - RS
  • Escola: Escola Estadual de Ensino Médio São Rafael
  • Formação: Administração, Letras.
  • Estudante finalista: Geysa Berton

Minha vida profissional

Administradora de formação inicial, Edolesia graduou-se também em Letras, em março de 2017, e no seu primeiro ano como professora já conseguiu a classificação para o Jovem Senador. Além disso, também atuou como pesquisadora do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência – PIBID durante três anos e considera que a experiência foi muito importante. “Recomendo a todos os universitários. Foi no PIBID que tive oportunidade e pensar, conhecer e executar a prática docente”.

Para a professora Edolesia, a experiência de participar do Jovem Senador está sendo “inesperada e maravilhosa”. Em sua opinião, o Projeto contribuiu para a formação dos seus alunos que hoje estão mais seguros para participarem de novas iniciativas. “Este tipo de concurso parecia algo distante, quase impossível para eles (os participantes) e outros alunos da escola. Agora eles sabem que estão preparados e podem concorrer com os melhores, sem medo, basta se dedicar”.

Na preparação para o Concurso de Redação do Senado, Edolesia destaca que seus alunos já estavam se preparando para o ENEM e todos os debates e textos produzidos serviram para auxiliar nesse processo de aprendizado.

“Desde o começo do ano sabemos que temos um objetivo a alcançar: passar bem no ENEM. Então estamos nos preparando para ele com práticas de escrita, debates, discussões, pesquisas, produção de diversos materiais/formas/ideias que propiciem um empoderamento e fortaleçam as habilidades dos alunos para que possam conhecer> pensar> posicionar-se e falar sobre os mais diversos assuntos da realidade brasileira. Sempre reforço que não adianta apenas conhecer, eles precisam ter empatia e sensibilidade para perceber as necessidades, discrepâncias e falhas do sistema que acarretam diferenças enormes na nossa sociedade. E o mais importante: não são números e dados, são pessoas que   merecem ser tratadas com atenção, respeito e gentileza em sua diversidade e singularidade”.

Ao ser informada da conquista de sua aluna Geysa Berton, a professora Edolesia ficou surpresa e realizada com a escolha de sua profissão. “Foi a confirmação que esta é, realmente, a minha missão na vida: AMO ENSINAR!”.

 

Uma mensagem para seus alunos

“Deem o seu melhor. O resto é consequência. Qualquer coisa que fizermos com paixão e empenho traz bons resultados”.

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11