‘Não nos furtaremos de tomar a dianteira nas decisões importantes para o nosso país’, diz Davi

Da Redação | 10/03/2020, 13h40

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, afirmou nesta terça-feira (10), em discurso no evento de lançamento da filial brasileira da emissora norte-americana CNN, em São Paulo, que o Congresso Nacional é protagonista na defesa da democracia e tem atuado para garantir o equilíbrio e a harmonia entre as instituições.

— O Parlamento tem dado uma mensagem clara à sociedade brasileira. Estaremos atentos e vigilantes e não nos furtaremos de tomar a dianteira nas decisões importantes para o nosso país — disse.

Na segunda-feira (9), em entrevista ao Jornal Nacional, o presidente do Senado defendeu a aprovação das reformas estruturantes pelos parlamentares como resposta à crise econômica que afeta o Brasil. O aumento dos casos do novo coronavírus e a recente baixa no preço do petróleo abalaram o mercado financeiro mundial.

— A aprovação das reformas é a resposta para a crise econômica. O Parlamento já tomou para si essa responsabilidade, que é importante para o desenvolvimento do país e para apresentar ao mundo uma alternativa de geração de empregos — afirmou Davi.

O senador ressaltou que a aprovação da reforma tributária, que visa à simplificação dos tributos, é prioridade do Parlamento. Também está em análise pelos senadores e deputados, entre outras medidas, a Proposta de Emenda à Constituição Emergencial (PEC 186/2019), que prevê mecanismos de controle das despesas para a União, estados e municípios.

— As reformas econômicas continuam as nossas prioridades para 2020. Neste ano, aprovaremos a reforma tributária que o Brasil aguarda há décadas — disse Davi.

CNN Brasil

O presidente do Senado afirmou também que o lançamento da  filial da emissora é a possibilidade de o Brasil ter mais um instrumento de cooperação e integração.

— É a certeza que teremos mais um veículo de informação que vai servir à sociedade. Tenho certeza que será um novo marco na área da informação brasileira.

O presidente da República em exercício, Hamilton Mourão, o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, entre outras autoridades, estiveram no evento. A inauguração da programação do novo canal será no próximo dia 15.

Da Assessoria de Imprensa da Presidência do Senado

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
19h14 Racismo: Senadores aprovaram o PLS 787/2015, que aumenta a pena para quem cometer crime por discriminação ou preconceito de raça. A matéria segue para a Câmara dos Deputados.
18h47 Denunciação caluniosa: Retirado de pauta o PL 2.810/2020, projeto de lei que altera a redação do artigo 339 do Código Penal para tratar da abrangência do crime de denúncia contra pessoas inocentes.
18h42 Lei de Falências: Senadores rejeitam, por 52 a 20, destaque do PT ao Projeto de Lei 4.458/2020, que previa a retirada de artigo que tratava de créditos trabalhistas.
Ver todas ›