Contarato critica Bolsonaro por afirmação contra Paulo Freire

Da Rádio Senado | 17/12/2019, 15h15

O senador Fabiano Contarato (Rede-ES) sugeriu, nesta terça-feira (17), em Plenário, que o presidente da República, Jair Bolsonaro, "limpe a boca" antes de fazer qualquer menção ao patrono da educação brasileira, Paulo Freire.

Ele disse isso ao lamentar que Jair Bolsonaro tenha se referido a Paulo Freire como um "energúmeno". Na opinião do senador, energúmeno é quem, na presidência da República, não executou nem 8% do orçamento da educação infantil em 2019.

"Energúmeno", continuou Fabiano Contarato, é um presidente da República que não age como estadista, que não sabe respeitar as instituições nem os demais poderes, que manifesta ser racista, misógino, e está preocupado em aprovar propostas que aumentam a desigualdade social.

— Ah, senhor presidente, busque o dicionário, aprenda o que que é energúmeno, tome a postura como presidente da República Federativa do Brasil, porque isso o senhor está longe de ser. O senhor faria muito pela nação brasileira se renunciasse. Não só pela nação brasileira, mas pela população mundial, porque o desmonte está sendo operacionalizado no Brasil, seja na educação, na segurança, na saúde, no meio ambiente — sugeriu.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
20h37 Medicamentos e planos de saúde: O Plenário aprovou substitutivo ao Projeto de Lei 1.542/2020, que suspende por até 120 dias o reajuste de preços de medicamentos e de planos de saúde. A matéria segue para a Câmara dos Deputados.
18h38 Doação de alimentos: O Plenário aprovou com emendas o substitutivo da Câmara ao PL 1.194/2020, que incentiva empresas a doar alimentos e refeições excedentes para pessoas, famílias ou grupos em situação de vulnerabilidade. A matéria vai a sanção.
Ver todas ›