CRE vota indicação de embaixador nas Bahamas nesta quinta-feira

Carlos Penna Brescianini | 14/10/2019, 18h13

Na quinta-feira (17), às 10h, a Comissão de Relações Exteriores (CRE) deverá sabatinar o diplomata Cláudio Raja Gabaglia Lins, indicado ao cargo de embaixador brasileiro nas Bahamas. O relatório favorável do senador Jaques Wagner (PT-BA) elogia a capacidade técnica do indicado, que adentrou a carreira diplomática por concurso público, formando-se no Instituto Rio Branco em 1985.

Cláudio Raja Gabaglia Lins graduou-se em direito pela Universidade Cândido Mendes (RJ), em 1983, e em 1991 concluiu mestrado em literatura pela Universidade de Brasília (UnB). Também passou pelos cursos do Itamaraty de aperfeiçoamento, em 1997, e de altos estudos, em 2007.

Foi conselheiro, secretário e ministro, até chegar ao cargo de embaixador, representando o governo brasileiro no Paquistão, no Tadjiquistão e no Afeganistão, entre 2015 e 2018.

O relatório de Jaques Wagner destaca que em 2015 mais de US$ 2,78 bilhões (equivalentes a mais de R$ 11,4 bilhões ao câmbio médio da segunda semana de outubro) foram destinados por brasileiros às Bahamas, que só ficou atrás das Ilhas Cayman em volume de recursos enviados ao exterior.

No relatório, o senador menciona que o governo das Bahamas concordou em assinar com o Brasil um acordo de cooperação judiciária em matéria penal. Esse acordo permitirá à Receita Federal brasileira intensificar o combate à lavagem de dinheiro e a operações fraudulentas por meio da utilização do sistema financeiro do arquipélago.

Projetos

Como segunda parte da reunião da Comissão de Relações Exteriores, há a previsão de votação de nove itens, sendo sete projetos e dois requerimentos. Entre os projetos, está o PDL 128/2019, fruto de acordo entre os países-membros e associados ao Mercosul para compartilhamento de informações sobre crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade. A relatora, senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP), defende a rápida efetivação do acordo.

Também está para ser votado o PLS 235/2016, do senador Ciro Nogueira (PP-PI). Com relatório favorável do senador Esperidião Amin (PP-SC), o projeto zera a alíquota de Imposto de Renda Retido na Fonte sobre rendimentos auferidos por residentes no exterior relativos ao pagamento, por empresas instaladas no Brasil, de juros de empréstimos externos.

COMO ACOMPANHAR E PARTICIPAR

Participe:
http://bit.ly/audienciainterativa
Portal e-Cidadania:
senado.leg.br/ecidadania
Alô Senado (0800 612211)

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)