CCT aprova 15 renovações de outorga, mas rejeita funcionamento de rádio em MS

Da Redação | 09/10/2019, 13h22

A Comissão de Ciência e Tecnologia (CCT) rejeitou o pedido de renovação da outorga da Associação Cultural Comunitária de Três Lagoas, para executar serviço de radiodifusão comunitária no município de Três Lagoas (MS). A decisão sobre o funcionamento da rádio comunitária, que usa o nome fantasia Rádio Pantanal FM, agora depende da aprovação de dois quintos do Congresso em votação nominal, como determina a Constituição.

O PDS 206/2017, com parecer pela rejeição da renovação, foi encaminhado à Secretária-Geral da Mesa. “Por se tratar de não renovação de outorga de radiodifusão, a manifestação da CCT deixa de ser terminativa”, assinalou o presidente da comissão, senador Vanderlan Cardoso (PP-GO).

A análise da renovação de outorga da Associação Cultural Comunitária de Três Lagoas estava suspensa desde 2018, quando senadores aprovaram requerimento com pedido de informações ao Ministério das Comunicações [atual Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações]. De acordo com o relator do PDS, senador Chico Rodrigues (DEM-RR), a outorga para o funcionamento da rádio expirou em 2004, mas o pedido de renovação foi iniciado fora do prazo, apenas em 2011. A descontinuidade é vedada pelo Código Brasileiro de Telecomunicações.

“A documentação analisada deixa inequívoco que o processo de renovação da outorga somente se iniciou em 7 de novembro de 2011. Contudo, nesse momento, a outorga não mais existia, por ter decorrido seu prazo. Não poderia, portanto, ser renovada”, afirma o relator. Chico Rodrigues também destacou que a rádio sofreu quatro penalidades durante o período da outorga.

A CCT aprovou em decisão final a renovação de 15 rádios e TVs em vários municípios do país. Os projetos de decreto legislativo seguem para promulgação.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
12h07 Capital Nacional dos Atiradores : A Comissão de Educação aprovou o Projeto de Lei 4.674/2019, que nomeia Jaraguá do Sul (SC) como a Capital Nacional dos Atiradores. A matéria segue para o Plenário.
12h01 Dedução no imposto de renda: Comissão de Educação aprovou o Projeto de Lei 5.103/2019 que prorroga até 2024 a dedução no IR de valor investido em obra audiovisual. A matéria segue para a CAE.
Ver todas ›