Davi defende proposta única de reforma tributária com participação do governo

Da Redação | 18/09/2019, 18h16

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, defendeu nesta quarta-feira (18) a busca de um entendimento entre o Senado e a Câmara de Deputados em torno de uma proposta única de reforma tributária. Atualmente, o Senado trabalha sobre a PEC 110/2019, que está na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), onde o relator é o senador Roberto Rocha (PSDB-MA).

— Conversei com o presidente [da Câmara] Rodrigo Maia, ele também acha que é uma possibilidade. A gente tem que buscar uma forma regimental. Eu vou conversar com os relatores [deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) e senador Roberto Rocha], vou pedir uma reunião dos líderes na Câmara e no Senado para a gente nivelar as informações. As pessoas estão querendo apresentar uma alternativa — disse Davi.

Ele também cobrou mais participação do governo na elaboração da proposta. Davi sugere uma “composição tripartite” que, além de Câmara e Senado, conte com atuação direta da equipe econômica do ministro da Economia, Paulo Guedes.

— Quem tem três reformas não tem nenhuma. Acho que o governo precisava estar mais presente em relação a esse tema. Porque você vê o debate na Câmara, eles estão avançando naturalmente, com a legitimidade e a autoridade que existe na Câmara. No Senado, da mesma maneira. E a gente não vê o governo apresentando de fato uma sugestão que possa contribuir com o texto das reformas que estão tramitando — observou.

Para o senador, a aprovação da reforma tributária vai desburocratizar e simplificar a arrecadação.

— Sem dúvida nenhuma vamos dar celeridade para essa matéria que o Brasil aguarda e, no final, nós temos que colher o fruto e o resultado disso: melhorar a vida das pessoas, simplificar, garantir tranquilidade para os empreendedores investirem no Brasil e assegurar que a gente possa fazer essa reforma que é aguardada há muitos anos.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
12h07 Capital Nacional dos Atiradores : A Comissão de Educação aprovou o Projeto de Lei 4.674/2019, que nomeia Jaraguá do Sul (SC) como a Capital Nacional dos Atiradores. A matéria segue para o Plenário.
12h01 Dedução no imposto de renda: Comissão de Educação aprovou o Projeto de Lei 5.103/2019 que prorroga até 2024 a dedução no IR de valor investido em obra audiovisual. A matéria segue para a CAE.
Ver todas ›