Em despedida, Pedro Chaves destaca conquistas e diz que vai continuar lutando

Da Redação | 13/12/2018, 14h43 - ATUALIZADO EM 13/12/2018, 16h17

Em discurso de despedida do Senado, Pedro Chaves (PRB-MS), que tomou posse em maio de 2016 para substituir Delcídio do Amaral, disse nesta quinta-feira (13) no Plenário que deixa a Casa com a sensação de dever cumprido. O senador afirmou que pôde, ao longo desse tempo, contribuir para melhorar a vida dos sul-mato-grossenses e brasileiros, e que continuará lutando no campo social e político.

Relator de medidas que foram alvo de intensos debates no Congresso como a medida provisória da reforma do ensino médio — transformada na Lei 13.415/2017; e do Projeto de Lei da Câmara 28/2017, que regulamenta o funcionamento de aplicativos de transporte —, Chaves disse que nunca se omitiu.

Volto com a sensação do dever cumprido fiz tudo aquilo que foi possível e adianto que vou continuar trabalhando nos campos social e político. Aprendi a lutar para planície e no planalto — disse o senador. 

Chaves ressaltou seu trabalho na comissão temporária para reforma do Código Comercial. O colegiado aprovou nesta terça-feira (11) o relatório de Pedro Chaves (PRB-MS) ao Projeto de Lei do Senado (PLS 487/2013) que disciplina a organização e a exploração de empresas nas áreas de direito societário, contratual, cambial e comercial marítimo. Outros projetos que relatou incluem o (PLS 174/2016), que proíbe a imposição, pelas operadoras, de limites nas franquias de internet banda larga fixa; e o PLS 750/2011, que cria regras de gestão do Pantanal.

Ele pediu apoio ao PLS 434/2017, de sua autoria, que cria uma área de livre comércio no Mato Grosso do Sul para beneficiar municípios próximos ao Paraguai e à Bolívia.

— As nossas fronteiras estão praticamente abandonadas. O crime organizado criou um estado administrado por eles dentro do território brasileiro. Trata-se de extrema preocupação. Os índices de violência são altíssimos. Busquei algumas medidas econômicas e de segurança pública para debelar o crime nessas regiões — relatou.

Outra proposta do senador é o PLS 154/2017, que incentiva a contratação de trabalhadores com mais de 60 anos de idade. Por fim, Pedro Chaves agradeceu aos senadores, familiares, funcionários e ao povo do Mato Grosso do Sul.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
11h35 Produtor na Amazônia: A Comissão de Agricultura de Reforma Agrária (CRA) aprovou o Projeto de Lei do Senado 376/2017 que dá Incentivos fiscais a produtores rurais da Amazônia Legal. A matéria segue para a Comissão de Meio Ambiente (CMA).
11h27 Incentivo à ovinocaprinocultura: A Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) aprovou Projeto de Lei da Câmara 107/2018 que institui a Política Nacional de Incentivo à Ovinocaprinocultura. A matéria segue para o Plenário.
10h38 Georreferenciamento rural: A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou projeto (PLC 120/2017) que simplifica o georreferenciamento de imóveis rurais. Matéria vai ao plenário.
Ver todas ›