Humberto Costa critica ilegalidades envolvendo habeas corpus de Lula

Da Redação e Da Rádio Senado | 09/07/2018, 17h12 - ATUALIZADO EM 10/07/2018, 17h06

O senador Humberto Costa (PT-PE) afirmou nesta segunda-feira (9) que o país ficou estarrecido com o que ele chamou de "festival de ilegalidades" cometidas nas decisões judiciais envolvendo pedido de habeas corpus do ex-presidente Lula.

Segundo ele, o descumprimento da decisão do desembargador Rogerio Favreto, pela libertação do ex-presidente, contou com a participação de integrantes do Poder Judiciário em férias, que usaram como argumento um conflito de competência inexistente.

Há, inclusive, a suspeita de participação de autoridades até mesmo do Executivo, acrescentou o senador.

— Hoje temos a clareza absoluta e total de que Lula é, de fato, um preso político; de que o objetivo da sua condenação e da sua prisão é impedir que ele volte a ser presidente da república.

O pior, acrescentou Humberto, é que alguns querem politizar a questão, alegando que Favreto foi filiado ao PT. Ele lembrou que outros ministros, incluindo alguns atualmente no exercício do cargo, já foram filiados a outros partidos, sem que qualquer pessoa questionasse isso.

Humberto criticou ainda a transmissão das sessões de julgamento no Judiciário. A veiculação, na opinião dele, pode fazer com que os juízes sofram ataques nas ruas, por julgarem contrariamente à opinião pública.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)