Gladson Cameli afirma que presidente Dilma cometeu ações proibidas pela Constituição

Da Redação | 12/05/2016, 00h29 - ATUALIZADO EM 12/05/2016, 01h04

Ao declarar apoio à continuidade do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, o senador Gladson Cameli (PP-AC) afirmou que a presidente é acusada de dois crimes de responsabilidade: a abertura de créditos suplementares sem autorização do Congresso Nacional e a contratação ilegal de operações de crédito com instituições financeiras controladas pela União.

— Esses atos mostraram sérios indícios de graves e repetidos atentados a princípios da Constituição Federal, no caso a separação dos Poderes, o controle parlamentar das finanças públicas, a boa gestão do dinheiro público e o respeito às leis orçamentárias, elementos imprescindíveis da boa governança e da democracia — disse.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)