Blairo Maggi diz que não há ilegalidade no processo de impeachment de Dilma

Da Redação e Da Rádio Senado | 28/03/2016, 18h25 - ATUALIZADO EM 28/03/2016, 19h29

O senador Blairo Maggi (PR-MT) disse que o julgamento do crime de responsabilidade do presidente da República está previsto na Constituição, e avaliou que não há qualquer ilegalidade no processo aberto na Câmara dos Deputados, que já criou comissão para avaliar o pedido de impeachment de Dilma Rousseff.

Blairo Maggi disse que golpe foi cometido em 2014, quando a própria Dilma garantiu aos eleitores que daria continuidade às suas políticas e, após ganhar as eleições, mudou a direção e reconheceu que a situação econômica do pais não era tão favorável, como já alertavam alguns setores da sociedade.

— E eu espero que no voto a gente resolva o problema político do Brasil, para que a gente possa resolver o problema da economia brasileira.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)