Agressor de mulher poderá ser impedido de assumir cargo público

15/01/2020, 12h10

Agressores de mulheres que não puderem mais recorrer em seus processos podem ser proibidos de assumir cargos públicos de acordo com projeto (PL 1.950/2019) do senador Romário (Podemos-RJ). A proposta está na pauta da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). A senadora Leila Barros (PSB-DF) destacou que o projeto colabora no combate à violência contra a mulher e também na construção de um serviço público mais ético. Uma pesquisa do Fórum Brasileiro de Segurança Pública aponta que 16 milhões de mulheres sofreram algum tipo de violência em 2018. Mais detalhes na reportagem de Pedro Pincer, da Rádio Senado.

 



Opções: Download


Senado Agora
13h24 Fabricantes de vacinas: Os senadores da Comissão Temporária da Covid-19 aprovaram requerimento para realizar audiência pública com representantes das fabricantes Euforfarma, Hipofarma e União Química (REQ 45/2021).
13h21 Médicos e pesquisadores: Os senadores da Comissão Temporária da Covid-19 aprovaram requerimento para ouvir em audiência pública os médicos e pesquisadores Natalia Pasternak, Margareth Dalcolmo, Mauro Borges e Fabrício Silva (REQ 43/2021).
13h12 Associações médicas: A Comissão Temporária da Covid-19 aprovou requerimento de audiência com presidentes das associações médicas de Otorrinolaringologia e Pneumologia e com o secretário de Atenção Especializada, do Ministério da Saúde (REQ 42/2021).
Ver todas ›