Sancionada lei que garante atendimento prioritário para mulheres, idosos e crianças nos IMLs

03/10/2018, 20h16

O Instituto Médico Legal de cada cidade deverá priorizar mulheres, crianças, adolescentes, idosos e pessoas com deficiência na realização do exame de corpo de delito (Lei 13.721/2018). O projeto de lei da Câmara (PLC 35/2014) foi aprovado por unanimidade pelo Plenário do Senado no início de setembro. Para a relatora, senadora Simone Tebet (MDB-MS), o atendimento prioritário é um cuidado com as vítimas. Em alguns estados, a exemplo de São Paulo, o atendimento prioritário para mulheres, idosos, crianças e pessoas com deficiência no IML já é uma realidade.

Mais informações com a repórter Hérica Christian, da Rádio Senado.



Opções: Download


Senado Agora
17h39 Compra de leite pelo governo federal: O Plenário aprovou Emenda da Câmara ao PLS 186/2015, que estabelece limite mínimo de aquisição de leite de pequenos produtores no âmbito do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).
16h55 MP dos Museus: A comissão mista aprovou com mudanças a Medida Provisória 850/2018. Em vez da Agência Brasileira de Museus (Abram), instituída pela MP, o texto prevê a criação de uma fundação. A matéria segue para a Câmara dos Deputados.
Ver todas ›