Projeto estipula que dados de internet móvel não utilizados no mês podem ser acumulados para uso futuro

05/07/2017, 15h02 - ATUALIZADO EM 05/07/2017, 15h11

Dados de internet móvel não utilizados no mês podem ser acumulados para uso futuro. É o que prevê projeto de lei (PLS 110/2017) aprovado nesta quarta-feira (5), na Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado (CCT). O autor do projeto, senador Dário Berger (PMDB-SC), quer corrigir o que ele considera uma distorção na relação entre consumidores e operadoras de telefonia celular. Hoje, quando o volume de dados contratados acaba, a operadora corta a internet, mas quando o consumo é menor, o consumidor perde o saldo. Agora a matéria segue para a Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor (CTFC). Ouça os detalhes no áudio da repórter da Rádio Senado, Iara Farias Borges.



Opções: Download


Senado Agora
18h54 Incentivo à filantropia: Foi adiada para quarta-feira (12), a pedido do governo, a votação do PL 4.450/2020, que estabelece regras para desburocratizar a criação de fundos filantrópicos emergenciais para enfrentamento de calamidades públicas diversas.
18h19 Crimes cibernéticos: Aprovado por unanimidade o substitutivo da Câmara dos Deputados ao PL 4.554/2020, que, para combater fraudes eletrônicas, torna mais rigorosas as penas por violação de celulares ou computadores. Texto vai a sanção.
17h30 Conselho de saúde: Os senadores aprovaram criação de conselho consultivo de saúde para enfrentamento à pandemia. Decisões do conselho devem se basear em evidências científicas (PL 1.169/2021). Matéria vai à Câmara.
Ver todas ›