Adolescência e o despertar para o exercício da cidadania


Erisvaldo Silva Santos

Erisvaldo Silva Santos
  • Ano de participação: 2019
  • Cidade: Aracaju - SE
  • Escola: Colégio Estadual Almirante Barroso
  • Formação: Mestrando do Programa de Pós-Graduação Profissional em Letras (PROFLETRAS) pela Universidade Federal de Sergipe (2018-2020). Pós-graduado em Linguagem e Ensino da Língua Portuguesa, latu sensu, pela Faculdade São Luís de França (2013). Graduado em Letras-Português pela Universidade Federal de Sergipe – UFS (2012).
  • Estudante finalista: Vivian Gabrieli Silva dos Santos
  • Redes Sociais:

Entrevista

Pergunta - Qual a sua experiência na área de educação? Há quantos anos leciona?

Resposta –  Leciono há quase oito anos na rede pública de ensino, atuando pela Secretaria Municipal de Educação de Nossa Senhora do Socorro/SE e pela Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura de Sergipe. Já mantive vínculo também com a rede privada de ensino. Possuo experiência no Ensino Fundamental (6º ao 9º ano) e Médio regulares, bem como na Educação de Jovens e Adultos. Desenvolvo projetos pedagógicos interdisciplinares voltados à produção escrita, sob um viés processual e colaborativo, buscando valorizar os aspectos socioculturais atrelados à vivência dos alunos e promover o protagonismo estudantil. Assim, fortaleço ações diversas que materializam a escrita no âmbito escolar como ferramenta de inserção social, tais como: oficinas de redação, projetos pedagógicos interdisciplinares, participação em concursos de redação e em antologias literárias a nível local, estadual e nacional. Inúmeros são os frutos colhidos por mim ao longo dessa caminhada em sala de aula junto à adesão e mérito dos alunos envolvidos, como certificados de participação e de honra ao mérito, medalhas, menção honrosa, placa de homenagem, bolsa Pibic Jr., publicação de textos em livros/antologias, prêmio destaque (1º lugar), entrevistas, reportagens, etc.

P - Como foi a sua experiência em participar do Projeto Jovem Senador?

R – Esta é a minha primeira participação no Projeto Jovem Senador, assim, levei a proposta para meus alunos, desenvolvi as oficinas de redação em sala de aula e orientei a aluna finalista.

Felicidade e orgulho são palavras que definem meu sentimento para com a premiação alcançada por nossa aluna, Vivian Gabrieli, isso porque materializa e abrilhanta todo o trabalho pedagógico que é desenvolvido no Colégio Estadual Almirante Barroso, em Muribeca/SE, por meio de oficinas de redação e projetos interdisciplinares.

É uma experiência gratificante para mim, enquanto educador, contemplar a consistente adesão dos estudantes, ao produzirem relevantes textos, e partilhar dessa imensurável conquista de Vivian, projetando-nos à nível nacional, o que valida o papel transformador que promove a educação pública.

P - Como trabalhou o tema na sala de aula?

R – É relevante destacar que o fazer pedagógico interdisciplinar contribui para um processo de ensino e aprendizagem significativo. Dessa forma, neste meu primeiro ano de participação no Concurso de Redação do Senado Federal, apresentei a proposta de participação aos alunos, os quais aceitaram o desafio de ler, discutir e escrever ideias no plano do tema "Cidadão que acompanha o orçamento público dá valor ao Brasil". Assim, diversas foram as atividades desenvolvidas com o texto em sala de aula sobre o tema proposto nesse certame.

Desenvolvi oficinas que pudessem despertar para o conhecimento acerca do tema, a construção de argumentos sólidos e produtivos, aspectos voltados aos conhecimentos linguísticos, além de trazer ponderações sobre a perspectiva de escrita da tipologia textual (dissertativo-argumentativo). Consegui, em parceria com a direção e coordenação escolar, mobilizar a participação de cinquenta alunos do Ensino Médio Regular para as oficinas de produção de texto, direcionadas, especificamente, ao Concurso de Redação do Senado Federal, inclusive, motivando-os pelo retrospecto da escola em ter alcançado em duas edições anteriores do Jovem Senador o terceiro lugar na etapa estadual.

Para a realização das oficinas, apliquei uma Sequência Didática (SD) que englobou os seguintes passos:

v  Apresentação da proposta de participação no Concurso de Redação do Senado Federal, além de orientações gerais sobre o processo;

v  Leitura, compreensão e debate em torno das redações vencedoras na última edição do Concurso de Redação do Senado Federal (2018);

v   Leitura, compreensão e discussão pautadas em notícias e reportagens veiculadas na internet que tratavam sobre o orçamento público no Brasil;

v  Exibição e discussão sobre todos os dezessete vídeos do programa Orçamento Fácil, disponibilizados na plataforma do Senado Federal;

v  Primeira produção escrita pelos estudantes sobre o tema proposto no Projeto Jovem Senador;

v  Seleção pelo professor-orientador dos textos que atendiam integralmente à temática solicitada;

v  Reunião com a comissão técnica escolar para avaliação e escolha da produção que representaria a escola na etapa estadual, em consonância com o espelho de “critérios de avaliação das redações”.

Por fim, após essa comissão técnica avaliadora escolher o texto da aluna Vivian Gabrieli, da terceira série B do Ensino Médio, conduzi as orientações de maneira individual junto à aluna, com vistas à reescrita do texto para adequação de ajustes necessários, seja no campo dos aspectos normativos-gramaticais seja no aspecto semântico das ideias construídas na produção escrita.

P - O Projeto Jovem Senador contribuiu para a formação dos seus alunos?

R – Sim. Participar do Concurso de Redação do Jovem Senador contribuiu de maneira ímpar para a melhoria do desempenho de meus estudantes no tocante à produção escrita do texto dissertativo-argumentativo, potencializando também a participação dos alunos diante da redação solicitada no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), além disso, promoveu a construção de argumentos sólidos e de um repertório sociocultural produtivo, a efetiva participação cidadã e a formação crítica e reflexiva frente ao manejo do dinheiro público em nossa Nação.

P - Teve alguma dificuldade para participar do Projeto?

R – Não. Todo o material de divulgação disponibilizado à escola pelo Senado Federal, juntamente com os recursos oferecidos na plataforma “Jovem Senador” foram instrumentos importantes para o trabalho em sala de aula. Além disso, tanto a gestão escolar quanto os discentes abraçaram intensamente a sugestão das ações pedagógicas por mim propostas, contribuindo e aderindo de forma eficaz à participação neste certame.

P - Como foi a repercussão da classificação de seu aluno para o projeto?

R -  Foi ampla a repercussão da classificação de Vivian Gabrieli no Concurso de Redação do Senado Federal, projetando nossa escola e o trabalho pedagógico e interdisciplinar desenvolvido à nível nacional. Inicialmente, todos os colegas professores e a equipe gestora da escola, ao tomarem ciência da notícia, ficaram imensamente alegres e orgulhosos com a conquista dessa importante premiação de destaque nacional. Os alunos da escola ficaram felizes e agraciados com a conquista da colega Vivian, assim, inúmeras foram as postagens em suas redes sociais parabenizando-a pela premiação e expressando seus sentimentos de contentamento em fazer parte da família Almirante Barroso. Os votos estenderam-se a comunidade local, que demonstrou alegria, cumprimentando-a pelo feito. A classificação foi bastante comemorada pela Diretoria Regional de Educação (DRE-04), que nos parabenizou e compartilhou a informação em suas redes sociais oficiais. Isso ainda reverberou junto à Secretaria de Estado da Educação do Esporte e da Cultura (SEDUC-SE), que entrou em contato comigo e com Vivian para darmos entrevistas para o programa de rádio e para o canal no Instagram da Secretaria de Educação. Além disso, compareceu a nossa escola para realizar duas reportagens: uma especificamente sobre a premiação do Jovem Senador; e outra especialmente sobre todas as ações e projetos interdisciplinares desenvolvidos na escola e que contribuem para a eficácia de seus estudantes nos diversos concursos/projetos que vêm a participar. Todas as reportagens foram divulgadas nas várias mídias sociais da SEDUC-SE. Por fim, a SEDUC-SE convidou Vivian, a diretora da escola, um responsável pela Jovem Senadora, quatro alunos e eu para participarmos de uma sessão legislativa na Câmara Municipal de Vereadores de Aracaju-SE. Na ocasião os três primeiros classificados por Sergipe nesta edição do Jovem Senador leram suas redações, apresentaram suas ideias e responderam aos questionamentos dos vereadores, com vistas a conhecerem melhor o trabalho legislativo.

P - Participa ou já atuou em outros projetos voltados para a educação do jovem brasileiro?

R – Sim. Em toda a minha carreira como educador sempre participei de ações pedagógicas internas e externas voltadas ao crescimento dos estudantes por sempre acreditar ser a educação a válvula propulsora com poder transformador de uma sociedade. Nos muros da escola, desenvolvo feiras de literatura, projeto em torno de apresentações artísticas, envolvendo a dança, a música e o teatro, oficinas de redação, projetos com norte nos gêneros textuais diversos, etc. Como ações externas, participamos de concursos  de redação (TRT-SE, ITPS, CGE-SE), concursos literários (OLP - Olimpíada de Língua Portuguesa), antologias literárias (Loja Maçônica Cotinguiba / SE), feira de ciências e artes da Universidade Federal de Sergipe (CIENART/UFS), etc.

P - Com base em sua experiência de vida, deixe um conselho/dica para os seus alunos.

R – A Educação é propulsora para a edificação de uma sociedade equitativa e Você é o componente importante diante desse processo de construção. Siga confiante, com determinação, sobriedade e esforço para cada objetivo pretendido, encare e supere os percalços, pois, como escreveu a brilhante Clarice Lispector, “A palavra é meu domínio sobre o mundo.”

Participar do Concurso de Redação do Jovem Senador contribuiu de maneira ímpar para a melhoria do desempenho de meus estudantes no tocante à produção escrita do texto dissertativo-argumentativo, potencializando também a participação dos alunos diante da redação solicitada no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), além disso, promoveu a construção de argumentos sólidos e de um repertório sociocultural produtivo, a efetiva participação cidadã e a formação crítica e reflexiva frente ao manejo do dinheiro público em nossa Nação. O Projeto Jovem Senador é uma iniciativa brilhante e plausível do Senado Federal.

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 0 61 2211