Adolescência e o despertar para o exercício da cidadania


Sarah Evellyn Oliveira Borges

Sarah Evellyn Oliveira Borges

Uma frase que gosta: “Conhecer a Deus, alegrar seu coração e fazê-lo conhecido”

 

Meu perfil...

Sarah Evellyn sonha em ser uma influenciadora social, onde seu trabalho possa ajudar e impactar positivamente a vida de alguém. “Quero conquistar grandes coisas para que minha comunidade também passe acreditar que, independente do contexto que venhamos, podemos ampliar nossas possibilidades, principalmente através da educação”.

Com várias áreas de interesse, a Jovem Senadora do Acre acredita que todos os setores do conhecimento estão interligados e ainda não escolheu uma formação única para seguir. “Meus interesses vão de engenharia aeroespacial a direito, ainda penso em pedagogia e cogito economia”.

Antenada e preocupada com o papel do jovem na sociedade, Sarah já participou de vários projetos voltados para a formação cidadã: “Co-foundei o projeto ImpactaJovem, uma rede virtual de voluntariado que busca promover o protagonismo juvenil. Hoje, o IJ já abrange centenas de jovens em programas de mentorias, aulas gratuitas e incentivo à participação em olimpíadas e diversas oportunidades acadêmicas, além das ações sociais presenciais”.

A Jovem Senadora do Acre também participou do Programa Jovens Embaixadores, um intercâmbio nos Estados Unidos para alunos de escolas públicas – “lá discutimos questões de justiça social e protagonismo juvenil, o que me motivou ainda mais a me envolver com questões de cidadania”.

Atuante e engajada em ações de empoderamento juvenil, Sarah Evellyn integra a rede do Engajamundo na temática biodiversidade; contribue com o grêmio estudantil da escola e é palestrante no projeto “Papo Jovem”, que promove debates sobre protagonismo juvenil com alunos de escolas públicas de todo o estado do Acre, relatando experiências como a participação nas semifinais da Olimpíada de Língua Portuguesa, do Ministério da Educação.

Quando o assunto é Política, Sarah é direta, “não pretendo candidatar-me a cargos públicos, mas penso em apoiar algum partido com ideologias semelhantes às minhas. Acredito que é uma ótima maneira de se manter ativo no atual modelo de política representativa”.

Para a Jovem Senadora do Acre, “a participação política do jovem deve ser constante e consciente. Para isso, deve começar no genuíno entendimento dessa expressão. Quando isso acontece, os jovens percebem que a participação se dá no cotidiano, independentemente de partidarismo, pois é inerente às nossas relações sociais, às instituições que frequentamos, às escolhas que fazemos todos os dias”.

Como figura pública de destaque, Sarah indicou o astrofísico Carl Sagan, por sua contribuição para o desenvolvimento da ciência. “Ele me levou a olhar para a ciência por uma nova perspectiva. Para ele, em algum lugar, algo incrível está esperando para ser descoberto, o que instiga a querer ser protagonista dessas descobertas”.

Como hobby, a Jovem Senadora do Acre gosta de ler, dançar, atuar em peças de teatro, jogar xadrez e cubo mágico. Seu livro favorito é “1808”, de Laurentino Gomes, e os gêneros musicais são Gospel e Internacional. Além disso, Sarah participa do Projeto King’s Kids, por meio do qual leva a dança, teatro e cultura para comunidades, em especial às crianças em situação de risco.

Quando o assunto é a família, Sarah não poupa elogios e aproveita para incluir as duas cachorrinhas da casa. “Compartilhamos vivências e valores. Mas, dentre todas as virtudes, uma família singular de sonhadores que apoiam as mais complexas ambições de cada um”.

Focada em ampliar sua atuação cidadã, a Jovem Senadora do Acre se interessou pelo Processo Legislativo mesmo antes de participar do Projeto Jovem Senador. “Há um tempo, eu comecei a ler sobre o processo de elaboração das leis e isso se tornou deveras interessante. Vi que quanto mais entendia sobre a temática, maior era meu domínio sobre os meus direitos, deveres e possibilidades. Ao conhecer o programa vi a incrível oportunidade de vivenciar na prática uma jornada legislativa que poderia ampliar meus conhecimentos sobre a área, o que seria de extrema importância para continuar com meus projetos que envolvem participação social”.

Surpresa com sua classificação, Sarah contou que teve um “momento mágico de surto de alegria”, mas que logo foi interrompido pelo pensamento “Socorro! Que projeto de lei eu vou propor?”. Feliz com sua classificação, o que mais a motiva no Projeto Jovem Senador é o fato de representar o Estado do Acre. “Vejo nele uma identidade singular, qualidades culturais e experiências históricas que podem contribuir nos debates e na política. Espero também que mediante os conhecimentos adquiridos no programa, ao voltar à minha comunidade, eu possa contribuir para o desenvolvimento de políticas públicas locais”.

Escola Estadual José Rodrigues Leite
Diretor:
João de Souza Lima
Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11