Nelsinho destaca atuação da CRE com alto índice de sabatinados para embaixadas

Da Redação | 17/12/2019, 16h30

O presidente da Comissão de Relações Exteriores (CRE), senador Nelsinho Trad (PSD-MS), informou em Plenário, nesta terça-feira (17), que a atuação do colegiado, em 2019, resultou em um dos maiores índices de sabatinas para embaixadas dos últimos anos. Ao todo, foram 33 indicações de embaixadores sabatinados e com todo o trâmite concluído.

— Eu faço este registro porque, durante o ano, houve algumas críticas no sentido de esta Casa estar postergando a sabatina e a conclusão das votações das indicações dos embaixadores. Assim, é importante ressaltar que, pela pesquisa que nós fizemos, nunca houve um índice tão alto como esse apurado pela nossa comissão — disse.

Votos de pesar

Nelsinho Trad apresentou ainda voto de pesar pelo falecimento do ex-senador por Mato Grosso do Sul, Juvêncio César da Fonseca. Ao lamentar a morte do político, que aconteceu no sábado (14), Nelsinho lembrou da capacidade de conciliação, empatia e dinamismo de Juvêncio quando assumiu também os mandatos como prefeito e vereador de Campo Grande.

O senador ainda solicitou o registro de voto de pesar pelo falecimento do advogado e pecuarista José Cangussu Filho. Ele faleceu no dia 4 de dezembro e morava em Campo Grande, onde integrou a primeira gestão do Tribunal de Contas do estado, chegando a ser procurador-chefe do Ministério Público de Contas, fundador da Associação de Criadores de Mato Grosso do Sul e presidente da Rádio Clube de Campo Grande, lembrou Nelsinho.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
18h51 Manutenção de empregos: Retirado de pauta o PL 1.128/2020, que autoriza bancos públicos a financiarem folhas de pagamento durante a pandemia. Seu autor, Omar Aziz (PSD-AM), vai relatar a MP 944/2020, que cria o Programa Emergencial de Suporte a Empregos.
18h07 Encargos sociais: Senador Irajá (PSD-TO) retira de pauta o PL 949/2020, de sua autoria, e é designado para a relatoria da MP 927/2020. Os senadores concordam que há similaridade entre as duas propostas de isenção de encargos sociais.
Ver todas ›