Após decisão do STF, Congresso aprova crédito para o Maranhão

Da Redação | 10/12/2019, 23h07

O Congresso Nacional aprovou, nesta terça-feira (10), a abertura de crédito ao Orçamento no valor de R$ 63.415.034, recurso que a União vai emprestar ao Maranhão, para que o estado possa quitar precatórios estaduais vencidos (PLN 36/2019). A abertura de crédito se deu após decisão liminar do ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF), em julho.

A liminar foi concedida no Mandado de Segurança (MS) 36375, impetrado pelo estado nordestino. A intenção era determinar que a União providenciasse a abertura de linha de crédito especial para que o Maranhão pudesse pagar precatórios submetidos ao regime especial. Essa linha de crédito estava prevista na Emenda Constitucional 99, que estendeu o prazo para que os estados pagassem essas dívidas e criou o regime especial.

O valor total pleiteado pelo Maranhão é de R$ 623,5 milhões. O valor do crédito de R$ 63,4 milhões é referente apenas à primeira parcela. Na mensagem de abertura de crédito enviada ao Congresso, o Executivo lembra que ainda não houve a decisão final do STF. O depósito do valor da primeira parcela é uma forma de demonstrar boa-fé, segundo a União.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
18h43 Assembleias corporativas: Senado aprovou o PLV 19/2020, oriundo da MP 931/2020, que prorroga o prazo para as empresas e cooperativas realizarem as assembleias gerais ordinárias de acionistas ou sócios exigidas pela legislação. O texto vai a sanção.
16h40 Empréstimos para Curitiba: Senado aprova autorização para contratação de operação de crédito externo, de 138 milhões de euros, entre Curitiba e a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), para o "Projeto Gestão de Risco Climático Bairro Novo do Caximba.
16h37 Empréstimos para Curitiba: Senado aprova autorização para operação de crédito externo, de US$ 106,7 milhões, entre Curitiba e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), para o Projeto Aumento da Capacidade e Velocidade da Linha Direta Inter 2.
Ver todas ›