Girão defende aprovação da PEC que permite prisão após 2ª instância

Da Rádio Senado | 18/11/2019, 16h45

O senador Eduardo Girão (Podemos-CE) afirmou, nesta segunda-feira (18), em Plenário, que a atenção do povo estará voltada para o Senado nesta semana. Isso porque a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) poderá votar a proposta de emenda à Constituição 05/2019, que autoriza o início do cumprimento provisório da sentença penal condenatória após decisão em segunda instância. Girão destacou a importância da pressão da sociedade no sentido de convencer os parlamentares a votarem favoravelmente a essa proposta.

O senador ainda voltou a criticar o Supremo Tribunal Federal (STF) que, recentemente, mudou o entendimento vigente e julgou ilegal a prisão após decisão de segunda instância.

— Com essa decisão vergonhosa do Supremo Tribunal Federal, nós tivemos a possibilidade de libertação de pedófilos, de homicidas, de traficantes, de empresários corruptos e também de políticos poderosos corruptos — lamentou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
10h50 Conselho profissional: A Comissão de Assuntos Sociais rejeitou o Projeto de Lei da Câmara 10/2017 que autoriza trabalhador estrangeiro a compor conselho profissional. A matéria segue para a Comissão de Relações Exteriores.
10h48 Acompanhamento escolar dos filhos: A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) aprovou o Projeto de Lei do Senado 4.138/2019, que incentiva os pais a comparecer à escola dos filhos para acompanhar o processo educativo. A matéria segue à Comissão de Constituição e Justiça.
10h45 Venda de terras a estrangeiros: As Comissões de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) e de Assuntos Econômicos (CAE) aprovaram o Projeto de Lei (PL) 2.963/2019, que permite a aquisição de terras e imóveis rurais por pessoas e empresas estrangeiras.
Ver todas ›