Manifestação contra corte de verbas é legítima, defende Humberto Costa

Da Redação | 15/05/2019, 16h44

O senador Humberto Costa (PT-PE) usou a tribuna do Plenário, nesta quarta-feira (15), para criticar a declaração do presidente Bolsonaro sobre os participantes da Greve Nacional da Educação, que acontece hoje em defesa da educação, ciência e tecnologia públicas, e da liberdade de ensinar e aprender, em todo país. O chefe de Estado se referiu aos manifestantes como “idiotas uteis”.

Na visão do senador, essa afirmação do presidente só mostra que ele está completamente alheio ao que se passa no país. Humberto Costa declarou que a paralisação reuniu, hoje, alunos, professores, servidores de instituições públicas e também estudantes de escolas e universidades privadas e outros segmentos sociais. Todos contra o corte de verbas das universidades federais, anunciado pelo Ministério da Educação, disse.

— É extremamente expressivo o protesto dos brasileiros contra essa política de asafixiamento dos institutos e das universidades federais por meio de um corte de verbas, que se deu pelo absurdo argumento de que as universidades promovem balbúrdia. E de lá dos Estados Unidos [onde está o presidente], ele chama os brasileiros, que estão contra esses bárbaros cortes, de idiotas funcionais, de imbecis. É um escárnio! — reprovou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
18h09 Uso do solo brasileiro: Comissão de Meio Ambiente (CMA) aprova requerimento para a realização de audiência pública sobre as políticas para o melhor uso do solo brasileiro.
18h03 Biomas brasileiros: A Comissão de Meio Ambiente (CMA) aprovou requerimento para realização de debate sobre a conservação dos biomas brasileiros.
18h01 Desenvolvimento e meio ambiente: A Comissão de Meio Ambiente aprovou o Requerimento 18/2019, sobre audiência pública para discutir a visão das novas gerações sobre o desenvolvimento e meio ambiente.
Ver todas ›