Rogério Carvalho critica proposta de reforma da Previdência

Da Redação | 18/03/2019, 18h59

O senador Rogério Carvalho (PT-SE) afirmou nesta segunda-feira (18), em pronunciamento no Plenário, que a reforma da Previdência não é uma proposta de reforma, mas uma reforma para acabar com o sistema de seguridade, construído com a luta do povo brasileiro após a redemocratização, com a Constituição de 1988. Ele também ressaltou que a crise vivida pelo país não está no sistema previdenciário.

— O que nós estamos vivenciando é a crise dos regimes próprios de Previdência dos estados que estão com deficits e que precisam ser equacionados pelos governos estaduais e que precisam ter uma política, a exemplo do que foi o Proer [Programa de Estímulo à Reestruturação e ao Fortalecimento do Sistema Financeiro Nacional], para salvar o sistema financeiro no passado. Mas não ser trazido para o sistema de seguridade do país e colocar na vala comum toda a estrutura de proteção social ou mesmo comprometer essa estrutura do nosso país, que é definida pela nossa seguridade social — afirmou.

Para o senador, é preciso reunir todos os estados para definirem um novo regime de Previdência, criando para o futuro, como base, o teto da Previdência geral, e constituir novos fundos.

Rogério Carvalho ainda defendeu a manutenção do salário mínimo como referência do piso da remuneração para o Benefício de Prestação Continuada e a vinculação do benefício da aposentadoria ao salário mínimo.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
15h53 Reforma tributária: Os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre, e da Câmara, Rodrigo Maia, assinaram há pouco a criação da comissão mista que irá analisar as propostas de reforma tributária. Participarão do colegiado 25 senadores e 25 deputados.
15h26 Contrato Verde e Amarelo: A Medida Provisória 905/2019, que criou o Contrato Verde Amarelo, recebeu mais de 1.900 emendas. O relator da MP, deputado Christino Aureo (PP-RJ) acatou 476. O relatório foi lido há pouco pela comissão mista que analisa a MP.
14h37 Dívidas tributárias: A comissão mista aprovou o relatório para a MP 899/2019, que permite a renegociação de dívidas tributárias com a União e regulamenta a transação tributária. A MP segue para os plenários da Câmara e do Senado.
Ver todas ›