Comissão aprova 13 acordos de cooperação com países e organismos internacionais

Jorge Rosa | 19/12/2018, 16h40 - ATUALIZADO EM 20/12/2018, 08h23

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) aprovou nesta quarta-feira (19) 13 projetos de decreto legislativo (PDS) referentes a acordos internacionais assinados entre o Brasil e os governos da Finlândia, Etiópia, Grécia, Dinamarca, Noruega, São Tomé e Príncipe, Inglaterra e Irlanda do Norte, além de organismos internacionais, como o Mercosul e a Convenção Internacional para a Segurança de Contêineres.

Os acordos envolvem a aviação civil na América Latina, defesa nacional, intercâmbio educacional, controle aduaneiro e combate da evasão fiscal. A comissão ratificou também o Acordo Multilateral de Céus Abertos para os Estados Membros da Comissão Latino-Americana de Aviação Civil (CLAC) que, mais tarde, foi aprovado em Plenário.

O presidente da Comissão, senador Fernando Collor (PTC-AL) destacou que a CRE promoveu 101 reuniões no biênio 2017/2018, quando 268 proposições foram apreciadas. Ao encerrar a última reunião do ano, o senador Fernando Collor disse o que espera para 2019.

— Espero que o ano próximo nos ajude a atuar de forma efetiva para a solução dos problemas que afetam a nação brasileira, neste momento tão exigente pelo qual estamos passando — afirmou o senador alagoano.

Acordos aprovados

Os senadores da comissão aprovaram o Projeto de Decreto Legislativo (PDS) 149/2018, que ratifica o texto do acordo entre o Brasil e a Grécia sobre extradição, assinado em Atenas, em 3 de abril de 2009. O acordo estabelece que os crimes que podem levar à extradição são os que constituam infração punível, segundo as legislações de ambas as partes, com pena privativa de liberdade, cuja duração máxima seja igual ou superior a um ano de reclusão. O senador Pedro Chaves (PRB-MS) leu o relatório preparado pelo relator, senador Cristovam Buarque (PPS-DF), favorável à aprovação do acordo.

­A Comissão aprovou ainda o PDS 150/2018, que trata do protocolo assinado pelo Brasil e pela Dinamarca, celebrado em Copenhague, em 23 de março de 2011, que altera a convenção destinada a evitar a dupla tributação e prevenir a evasão fiscal de impostos sobre a renda. O relator da matéria, senador Pedro Chaves, apresentou voto favorável à aprovação do protocolo.

O PDS 151/2018, que trata do texto do Acordo Multilateral de Céus Abertos para os Estados Membros da Comissão Latino-Americana de Aviação Civil (CLAC) também foi aprovado com voto favorável do relator, senador Antonio Anastasia (PSBD-MG), que orientou a aprovação também em Plenário.

A CRE aprovou o PDS 152/2018, que trata da Convenção Internacional para a Segurança de Contêineres, adotada durante conferência internacional realizada em Londres, Reino Unido, em 2 de dezembro de 1972. A matéria recebeu parecer favorável do relator, senador Jorge Viana (PT-AC), que destacou as vantagens e a importância da utilização do contêiner no transporte internacional de cargas.

O acordo de assistência administrativa mútua entre o Brasil e a Noruega em matéria aduaneira, assinado em Oslo, em 19 de dezembro de 2012, a que se refere o PDS 153/2018, foi aprovado com parecer favorável do relator, senador Armando Monteiro (PTB-PE), lido pelo senador Airton Sandoval (MDB-SP).

A Comissão aprovou, com parecer favorável do relator, senador Airton Sandoval, o PDS 154/2018, que trata da emenda ao acordo de cooperação entre o Brasil e o Kuwait, celebrado em Brasília, em 22 de julho de 2010. Outro acordo envolvendo os dois países (PDS 155/2018) foi aprovado com base em relatório favorável do senador Antônio Anastasia, ratificando o texto sobre serviços aéreos assinado em Brasília, em 22 de julho de 2010, por representantes de Brasil e Kuwait.

A comissão aprovou o PDS 156/2018, referente ao acordo entre o Brasil, Grã-Bretanha e Irlanda do Norte sobre cooperação em matéria de defesa, assinado no Rio de Janeiro, em 14 de setembro de 2010, inclusive a emenda firmada em 31 de julho de 2017. A relatora, senadora Ana Amélia (PP-RS), deu parecer favorável ao acordo.

— Nos últimos anos, o Brasil vem assinando acordos de cooperação em matéria de defesa com diversos países e, nesse campo, não pode faltar o Reino Unido, que, há séculos, é uma potência militar, especialmente naval. Assim, o presente tratado é muito importante para o desenvolvimento de nossa defesa nacional —afirmou a relatora.

A comissão aprovou o texto do acordo entre o Brasil e São Tomé e Príncipe para cooperação em defesa, assinado em Brasília, em 10 de novembro de 2010, e a emenda de 2017, nos termos do PDS 157/2018. O acordo teve parecer favorável da relatora, senador Ana Amélia.

O PDS 168/2018, que trata do texto do Protocolo de Cooperação e Facilitação de Investimentos Intra-Mercosul foi aprovado pelos senadores que integram a CRE, com parecer favorável do relator, senador Lasier Martins (PSD-RS). O texto, assinado em Buenos Aires em 7 de abril de 2017, entre Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai, é uma versão adaptada ao Mercosul de acordos de cooperação e facilitação de investimentos bilaterais que o Brasil já firmou com vários países, como Moçambique, Angola, Etiópia, Chile, México e Colômbia.

Antes de encerrar as atividades do ano, os senadores da CRE concordaram em incluir na pauta e votar outros três projetos de decreto legislativos. Todos foram aprovados:

PDS 169/2018 que aprova texto do acordo entre o Brasil e a Finlândia, sobre o exercício de atividade remunerada por parte dos dependentes do serviço diplomático, celebrado em dezembro de 2015. O projeto recebeu parecer favorável do relator, senador Jorge Viana.
PDS 170/2018 que aprova texto do acordo multilateral de busca e salvamento, de 1972. O relator também foi o senador Jorge Viana, que apresentou parecer favorável.
PDS 171/2018 que trata do acordo de cooperação educacional entre o Brasil e a Etiópia, celebrado em maio de 2013. O projeto recebeu parecer favorável do relator, senador Cristovam Buarque.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
16h43 Acordo com o Japão: Aprovado o acordo entre Brasil e Japão na área de assistência administrativa e cooperação aduaneira (PDL 568/2019). Texto vai à promulgação.
16h39 CPI da Pandemia: Após Reguffe (Podemos-DF) cobrar perspectiva de vacinação para cidadãos fora dos grupos de risco, ministro Queiroga respondeu que cumprimento do calendário prioritário já trará grande proteção da população como um todo.
16h39 Aulas presenciais: Aprovada a realização de sessão de debate para discutir a estratégia nacional para o retorno seguro às aulas presenciais e instruir a votação do PL 5.595/2020, que classifica a educação presencial como essencial.
Ver todas ›