Lasier Martins critica projeto que altera nomeação de diretores de estatais

Da Redação e Da Rádio Senado | 21/11/2018, 16h11 - ATUALIZADO EM 21/11/2018, 17h05

O senador Lasier Martins (PSD-RS) criticou projeto que prevê o fim da proibição de se nomear, para cargos de direção das estatais e de seus conselhos de administração, dirigentes partidários; titulares de cargos eletivos em fim de mandato; pessoas que exerçam cargos em sindicatos; ou alguém que, por sua ocupação ou função, gere algum conflito de interesse com a administração pública.

Segundo ele, o projeto está em desacordo com o anseio dos brasileiros que, nas últimas eleições, mostraram insatisfação com práticas antigas, como o clientelismo, o loteamento da administração pública, o apadrinhamento e a troca de favores.

— São novos tempos de moralização no serviço público, em particular nas estatais, onde sabemos ocorreram tantos desvios e prejuízos à nação. E o que se quer agora é profissionalização. Não queremos mais do mesmo, daquilo que foi rejeitado, foi verberado pelos brasileiros nas eleições recentes.

Lasier informou que essa proposta (PL 6621/2016) está em análise em comissão especial da Câmara. Se for aprovado pelos deputados, voltará para votação no Senado, onde já havia sido aprovado (PLS 52/2013). Porém, a proposta original, do senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), limitava-se a estabelecer regras mais rígidas para decisões das agências reguladoras.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
16h09 Canudos e plásticos: A Comissão de Meio Ambiente (CMA) aprovou o Projeto de Lei do Senado 263/2018, que proíbe a produção e o uso de canudos e sacolas de plástico no Brasil. A matéria segue para o Plenário.
15h57 Informações ambientais : A Comissão de Meio Ambiente (CMA) aprovou o Projeto de Lei do Senado 458/2018, que permite aproveitar informações de impacto ambiental em licenciamentos na mesma área geográfica. A matéria segue para a Câmara.
15h23 Descarte de medicamentos : A Comissão de Meio Ambiente (CMA) aprovou Projeto de Lei do Senado 375/2016 que insere medicamentos de uso humano no rol de produtos com descarte responsável. A matéria segue para a Comissão de Assuntos Sociais (CAS).
Ver todas ›