Regina Sousa destaca vitória de mulheres nas eleições e denuncia fake news

Da Redação e Da Rádio Senado | 09/10/2018, 17h56 - ATUALIZADO EM 09/10/2018, 19h34

Eleita vice-governadora do Piauí nas eleições de domingo, a senadora Regina Sousa (PT-PI), que concorreu na chapa de Wellington Dias, classificou nesta terça-feira (9) como positiva a vitória de mais candidatas para a Câmara dos Deputados. Mesmo assim, Regina Sousa avaliou que o aumento de 15% da bancada feminina ainda está muito abaixo do que as mulheres representam na sociedade.

A senadora disse esperar que as mulheres no Parlamento funcionem como uma “bancada de verdade”, numa luta sem "viés ideológico" pelo empoderamento feminino. Ela cobrou mais oportunidades para candidaturas competitivas de mulheres.

Fake news

Sobre o segundo turno das eleições para presidente da República, a ser decidido entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), a senadora afirmou que os adversários do Partido dos Trabalhadores alimentam a “paranoia do comunismo”. Regina Sousa afirmou que, em 13 anos no governo, o PT sempre preservou a democracia. Sem citar Bolsonaro pelo nome, ela acusou sua campanha de apelar à violência contra opositores e espalhar notícias falsas. A senadora apelou às empresas responsáveis pelas redes sociais a repensar seu posicionamento diante da disseminação de mentiras.

— Não adianta agora o discurso manso, suave, se [ele] soltou neste país um bando de pit bulls. Há um bando de pit bulls soltos por este país, mordendo, literalmente, as pessoas que são contra ele — afirmou a senadora.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)