Deputados rejeitam veto à federalização da Rota das Neves

Da Redação | 03/07/2018, 22h38 - ATUALIZADO EM 04/07/2018, 18h53

Os deputados rejeitaram nesta terça-feira (3) o veto total (VET 14/2018) do presidente Michel Temer a um projeto de lei da Câmara (PLC 58/2016) que federaliza o trecho de uma rodovia entre as cidades de Bom Jesus (RS), na Serra Gaúcha, e Bom Retiro (SC), na Serra Catarinense. O intervalo entre as BRs 282 e 285 é conhecido como “Rota das Neves”. O veto deve ser analisado pelos senadores em uma nova sessão convocada para esta quarta-feira (4), às 10h.

O projeto transfere o trecho para o Sistema Rodoviário Federal. Com isso, atividades de construção, manutenção, operação e administração da infraestrutura passam a ser de responsabilidade da União.

De acordo com o Palácio do Planalto, a rodovia não atende aos requisitos para a federalização. Mas o veto foi derrubado inclusive com o voto de parlamentares aliados ao Governo. Foram 284 votos na Câmara pela derrubada e apenas 12 pela manutenção. Para a deputada Carmem Zanotto (PPS-SC), a federalização da rodovia “é fundamental”.

— Vamos reduzir o tempo de deslocamento entre as duas cidades. É de lá que sai a produção de maçã do país. Precisamos reduzir o curto do transporte e garantir que os produtores possam se manter nas suas propriedades – afirmou.

A votação foi suspensa às 22h25, por falta de quórum na representação do Senado.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)