Ana Amélia defende projeto que simplifica doação de órgãos

Da Redação e Da Rádio Senado | 20/06/2018, 17h05

A senadora Ana Amélia (PP-RS) se pronunciou, nesta quarta-feira (20), favorável ao projeto de lei do senador Lasier Martins (PSD-RS) que dispensa a autorização da família para a realização da doação de órgãos de pessoa que, antes de morrer, manifestou o desejo de doá-los.

Pela lei atual, mesmo que, em vida, a pessoa manifeste a doação, é preciso que a família a autorize. Amélia é relatora do projeto (PLS 453/2017) na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

- É muito simples essa lei. Essa doação, é claro, pressupõe que seja uma doação de forma gratuita, para evitar a comercialização, ou para fins de pesquisa, se for o caso, por instituições de pesquisa em nosso país - esclareceu.

Separação de pais e filhos

Ana Amélia ainda pediu que o Ministério das Relações Exteriores entre em contato com as autoridades dos Estados Unidos para tratar do caso de separação de pais e filhos imigrantes naquele país.

Segundo ela, há relatos de que sete crianças e adolescentes brasileiros foram separados de seus pais quando entravam nos Estados Unidos. Para a senadora, essa é uma questão humanitária.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
12h18 Crimes digitais: Comissão de Constituição e Justiça aprovou projeto (PLC 110/2018) que cria juizados especiais criminais digitais.
12h12 Pessoa com deficiência: A CDH aprovou o projeto (PLS 279/2016) que dá prioridade para pessoa com deficiência em programa habitacional. Matéria vai para a Comissão de Serviços de Infraestrutura.
12h02 Empregada gestante: Comissão de Constituição e Justiça aprovou projeto (PLS 230/2018) que altera a CLT para proteger a empregada gestante e lactante que trabalha em atividade insalubre.
Ver todas ›