Proposta que permite venda direta de etanol aos postos ganha urgência

Da Redação | 12/06/2018, 19h12 - ATUALIZADO EM 12/06/2018, 20h13

Os senadores aprovaram em Plenário nesta terça-feira (12) a urgência na tramitação do Projeto de Decreto Legislativo (PDS) 61/2018, que autoriza o produtor de etanol a vender o produto diretamente aos postos de combustíveis. A proposta susta o artigo 6º da Resolução 43/2009, da Agência Nacional de Petróleo (ANP), que só permite ao fornecedor comercializar o etanol com outro fornecedor cadastrado na ANP, com um distribuidor autorizado pela agência ou com o mercado externo.

Para o autor do projeto, senador Otto Alencar (PSD-BA), a recente crise institucional causada pelas paralisações de caminhoneiros contra a alta no preço dos combustíveis fez surgir a necessidade de alterar a política de comercialização do setor. Segundo o senador, a limitação imposta pela ANP “produz ineficiências econômicas ao impedir o livre comércio através da venda direta entre produtores de etanol e postos de abastecimento”.

Ao sustar a proibição, explica o senador, cria-se a alternativa dos fornecedores adquirirem o etanol, tanto das distribuidoras, quanto das usinas e das destilarias, incrementando a concorrência do mercado de combustíveis e, consequentemente, a redução no preço do produto para o consumidor final.

Com a urgência, a proposta passa a constar na Ordem do Dia da próxima sessão deliberativa da Casa.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
14h33 Cotas para bolsistas: Comissão de Direitos Humanos aprovou Projeto de Lei do Senado 197/2018 que estende cotas para bolsistas de escolas beneficentes. A matéria segue para a Comissão de Educação.
14h15 Agente indígena de saúde: Comissão de Direitos Humanos aprovou o Projeto de Lei do Senado 184/2018 que especifica as atribuições de Agente Indígena de Saúde e Agente Indígena de Saneamento. A matéria segue para análise da Comissão de Assuntos Sociais.
12h59 Ride da Metade Sul (RS): A Comissão de Desenvolvimento Regional (CDR) aprovou o PLS 129/2018, que autoriza o Executivo a instituir a região integrada e o Programa Especial de Desenvolvimento da Metade Sul do Rio Grande do Sul. Matéria vai a CAE.
Ver todas ›