Acir Gurgacz critica política de preços dos combustíveis

Da Redação e Da Rádio Senado | 29/05/2018, 18h11 - ATUALIZADO EM 29/05/2018, 18h15

O senador Acir Gurgacz (PDT-RO) reclamou nesta terça-feira (29) em Plenário dos altos preços cobrados pelos combustíveis, que são reajustados diariamente. Ele disse o caminhoneiro não consegue planejar o seu trabalho, pois paga um preço pelo diesel na viagem de ida e outro na volta.

Para o senador, a solução para a crise só será encontrada quando a Petrobras abrir suas planilhas para que saiba ao certo os custos do óleo diesel, do etanol, do gás de cozinha e da gasolina no Brasil.

Ex-territórios

Gurgacz comemorou a aprovação da MP 817/2018, que beneficia servidores do seu estado, de Roraima e do Amapá que poderão migrar para os quadros da União.

Segundo ele, até agora mais de 13 mil servidores assinaram o termo requerendo a transposição, sendo que seis mil já conseguiram. Gurgacz disse esperar que o presidente da República, Michel Temer, sancione integralmente a medida aprovada no Senado.

— Esperamos que não haja veto da Presidência da República pois esses servidores precisam continuar a sua conversão de servidores do estado para os quadros da União — afirmou em Plenário.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)