Fronteiras da educação serão debatidas em audiência da Comissão Senado do Futuro

Da Redação | 20/04/2018, 18h19 - ATUALIZADO EM 23/04/2018, 09h33

A Comissão Senado do Futuro discutirá nesta segunda-feira (23) em audiência pública as fronteiras na educação brasileira, como parte do ciclo de debates intitulado 2022, o Brasil que queremos.  A discussão terá a participação de professores, que abordarão as perspectivas e desafios para a educação no Brasil. O tema é o quarto dos 12 sugeridos para a série a ser abordada pela comissão.

O ensino público e privado no Brasil, da educação básica ao ensino superior, é regulado pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB, Lei 9.394/1996). A legislação reforça o direito constitucional de acesso à educação e estabelece os deveres do Estado em relação ao ensino escolar público. Para além da regulamentação, o progresso no campo educacional está previsto nas metas e estratégias do Plano Nacional de Educação (PNE) para a política educacional até 2024.

Ações de reforço são definidas no planejamento, que atua em quatro frentes: educação básica de qualidade; redução das desigualdades e valorização da diversidade; avanços no ensino superior; e a valorização dos profissionais da educação. Os quatro pilares estão abordados em 20 metas. Uma das previsões do PNE, por exemplo, é elevar o número de matrículas na pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado), de modo a atingir a titulação anual de 60 mil mestres e 25 mil doutores.

Participantes

Foram convidados para a audiência o professor José Pacheco, da Comunidade de Aprendizagem do Paranoá e fundador da Escola da Ponte, em Portugal; a professora Marcia Acioli, assessora do Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc); o professor Fredric Michael Litto, presidente da Associação Brasileira de Educação a Distância (Abed); e o professor Heitor Gurgulino de Souza, presidente da Academia Mundial de Artes e Ciências (WAAS, na sigla em inglês).

A audiência pública será na sala 15 da Ala Alexandre Costa, no Anexo 2 do Senado, a partir das 18h e terá caráter interativo, com possibilidade de participação popular pelo Portal e-Cidadania e pelo Alô Senado (0800-612211).

COMO ACOMPANHAR E PARTICIPAR

Participe:
http://bit.ly/audienciainterativa
Portal e-Cidadania:
www.senado.gov.br/ecidadania
Alô Senado (0800-612211)

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)