Senado cria comissão temporária para acompanhar a intervenção federal no RJ

Da Redação | 21/02/2018, 18h52 - ATUALIZADO EM 27/02/2018, 10h09

O Plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (21) um requerimento do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) para criação de uma comissão temporária externa com três senadores titulares e outros três suplentes para acompanhar a execução e os desdobramentos da intervenção federal na segurança pública do estado do Rio de Janeiro.

Na terça-feira (20), o Plenário do Senado aprovou o decreto do presidente Michel Temer que deu início à intervenção. A comissão funcionará durante um ano.

De acordo com Randolfe, o decreto de intervenção no Rio de Janeiro é o primeiro desde a promulgação da Constituição de 1988 e é uma medida drástica que precisa ser acompanhada e fiscalizada pelo Congresso Nacional.

“A intervenção federal em conjunto com a nossa recente redemocratização resgata memórias de arbitrariedades cometidas pelas Forças Armadas no passado, e por isso a necessidade de se ter membros do Senado Federal acompanhando o desdobramento e execução das operações militares e policiais. Organizações de direitos humanos já manifestam preocupação com excessos”, afirma Randolfe na justificação do requerimento.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)