CPMI da JBS já está reunida para apresentação do relatório final

Da Redação | 12/12/2017, 09h54 - ATUALIZADO EM 12/12/2017, 20h22

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CMPI) da JBS abiu há pouco a reunião em que o relator, deputado Carlos Marun (PMDB-MS), deve entregar seu relatório final.

Ontem Marun adiantou que poderia pedir o indiciamento do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot e do procurador da República Eduardo Pelella, que foi chefe de gabinete de Janot. O relator não informou, porém, que tipo penal seria usado.

Segundo Marun, foi “no mínimo controverso” o acordo de colaboração firmado pelo Ministério Público Federal com os irmãos Wesley e Joesley Batista, donos do grupo J&F – que controla o frigorífico JBS e outras empresas.

Marun também deixou aberta a possibilidade de pedir a anulação de provas fornecidas pelos irmãos Batista que forem consideradas ilícitas. Uma conversa gravada por Joesley Batista embasou denúncia por corrupção passiva contra o presidente da República, Michel Temer. Oferecida por Janot, a denúncia está no Supremo Tribunal Federal e segue suspensa, pois a Câmara negou autorização para a abertura de processo.

A CPMI está reunida no plenário 2 da ala Nilo Coelho, no Senado.

Da Agência Câmara Notícias

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)