Senado terá Comenda Zilda Arns

Da Redação | 26/10/2017, 11h37 - ATUALIZADO EM 27/10/2017, 17h43

O Plenário aprovou nesta quinta-feira (26) projeto de resolução do Senado (PRS 30/2015), de Fernando Collor (PTC-AL), que institui a Comenda Zilda Arns. O prêmio é destinado a agraciar pessoas ou instituições que desenvolvam ações para a proteção da criança e do adolescente. A proposta vai à promulgação.

A Comenda Zilda Arns será conferida anualmente a cinco pessoas físicas ou jurídicas, em sessão especial do Senado especialmente convocada para esse fim. Collor propôs que a indicação dos candidatos à comenda seja feita pelos senadores e acompanhada das explicações contendo os méritos do indicado.

Na justificativa do projeto, o senador por Alagoas cita que, no Brasil, como expoente das lutas em defesa dos jovens e das crianças, destacou-se a personalidade de Zilda Arns Neumann. Ela morreu em 12/01/2010, vítima do terremoto que assolou a capital do Haiti, Porto Príncipe, no cumprimento de mais uma missão humanitária.

Zilda Arns Neumann, médica pediatra e sanitarista brasileira, irmã de Dom Paulo Evaristo Arns, foi fundadora (1983) e coordenadora internacional da Pastoral da Criança. Em decorrência de seu trabalho, Zilda Arns recebeu diversas menções especiais e títulos de cidadã honorária no país. Da mesma forma, à Pastoral da Criança foram concedidos inúmeros prêmios pelo trabalho que vem sendo desenvolvido desde a sua fundação. Em 2012 Zilda Arns foi eleita a 17° maior brasileira de todos os tempos.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)