Eunício afirma que decisão do Plenário sobre ofício do STF foi melhor saída para a democracia

Da Redação | 03/10/2017, 22h21 - ATUALIZADO EM 03/10/2017, 22h29

Após o Plenário decidir nesta terça-feira (3) que a votação do Ofício do Supremo Tribunal Federal (STF), com as medidas cautelares contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG), ocorrerá no próximo dia 17, o presidente do Senado, Eunício Oliveira, disse acreditar que a posição do Senado foi "a melhor saída para a democracia".

— Eu estou rouco de tanto dialogar com esta Casa, com os membros desta Casa, e com a presidente do outro poder (ministra Cármen Lúcia). Eu defendo a independência dos poderes, eles são independentes, mas harmônicos entre si. Essa harmonia significa conversa, discussão e diálogo — afirmou.

Para Eunício, é preciso aguardar o andamento da discussão com serenidade. Ele disse acreditar que o STF vai confirmar (ao julgar a ADI que define se o Congresso pode ou não apreciar medidas cautelares tomadas pela Justiça contra parlamentares) o que diz a Constituição Federal, que define as funções tanto para o Poder Legislativo como para o Executivo e o Judiciário.

— Eu estou sinceramente feliz por entender que a harmonia entre os poderes prevalecerá no final. Não existe democracia se não houver harmonia entre os poderes, esse pensamento não é apenas meu, mas da maioria dessa Casa — completou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)