Ataídes quer dinheiro do Sistema S para a seguridade

Da Redação | 06/04/2017, 15h21 - ATUALIZADO EM 06/04/2017, 17h43

O senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO) defendeu nesta quinta-feira (6) a aprovação do Projeto de Lei do Senado (PLS) 386/2016, que destina 30% dos recursos arrecadados pelo Sistema S para o financiamento da seguridade social. Em discurso no Plenário, o parlamentar lamentou que nove senadores tenham retirado assinatura de um requerimento de urgência para a votação da matéria.

Após observar que o Sistema S é o sexto maior orçamento da União, Ataídes afirmou que as entidades por ele abrangidas não cumprem a finalidade de qualificar a mão de obra e levar lazer e saúde para os trabalhadores. Citando dados do Tribunal de Contas da União e do Ministério da Transparência, o senador disse que o Sistema S tem R$ 22 bilhões aplicados no mercado financeiro.

Ataídes acusou o Sistema S de construir prédios e alugá-los para diversos órgãos do governo federal. Um dos prédios teria sido alugado para a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional por R$ 19,7 milhões ao ano. Outro, para o Departamento de Patrimônio da União, por R$ 15,1 milhões ao ano.

— Ou seja, eles pegaram o dinheiro do povo para qualificar a mão de obra, levar lazer e saúde para o nosso trabalhador,  construíram os prédios e agora estão alugando para o povo novamente.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)