Vanessa Grazziotin questiona isenção de Anastasia na relatoria do impeachment

Da Redação | 03/08/2016, 14h47 - ATUALIZADO EM 03/08/2016, 17h58

Ao comentar o relatório de Antonio Anastasia (PSDB-MG) sobre o impeachment de Dilma Rousseff, a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) disse, nesta quarta-feira (3), que o parlamentar mineiro, pertencente a um partido de oposição ao PT, é " a pessoa errada na hora errada".

— Por uma simples razão: Vossa Excelência é do mesmo partido que fez a denúncia. Tenho que reconhecer, no entanto, que cumpriu bem seu papel, pois não foi tarefa fácil dizer que Dilma cometeu crime quando ela de fato não os fez — afirmou.

Para Vanessa Grazziotin, o relatório inventa figuras jurídicas e parte de premissas equivocadas para chegar a conclusões igualmente equivocadas.

— Ficou óbvio que não se trata de um processo de impeachment, e o povo já percebeu. Isso aqui é um golpe. Transformaram o Congresso num colégio eleitoral de exceção — declarou.

A parlamentar aproveitou para comparar o governo Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) com o de Dilma Rousseff, que teve início em 2010 e que, segundo ela, tem números favoráveis de inflação, taxa de desemprego, taxa de juros, dívida bruta e reservas cambiais.

Quem levar isso adiante vai levar para o resto da vida o carimbo de quem ajudou a dar um golpe num governo democrático — concluiu.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)