CPI do Assassinato de Jovens deve apresentar relatório final em audiência pública

Da Redação | 11/04/2016, 08h01 - ATUALIZADO EM 11/04/2016, 08h47

A CPI do Assassinato de Jovens reúne-se na terça-feira (12), às 10h15, para analisar requerimento de realização de audiência pública para apresentação do relatório final da comissão. O relator, senador Lindbergh Farias (PT-RJ), quer reunir todos que colaboraram com os trabalhos da comissão para acompanharem a apresentação do relatório.

Entre os convidados sugeridos, estão ministros do governo, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot; representantes de entidades de defesa dos direitos dos jovens, dos negros, das mulheres, professores, jornalistas e famílias de jovens assassinados.

Na justificativa do pedido de audiência, Lindbergh destaca que o Brasil é um dos países com indicadores mais elevados de homicídios de jovens, figurando como recordista no mapa mundial da violência. Uma das conclusões da CPI é a ausência de dados qualificados para que seja possível realizar um diagnóstico preciso da situação e propor medidas efetivas de enfrentamento do problema.

Instalada em maio de 2015, a CPI do Assassinato de Jovens realizou 29 audiências públicas, reunindo mais de 200 especialistas, acadêmicos, organizações da sociedade civil, parlamentares, órgãos públicos e familiares de vítimas.  A comissão é presidida pela senadora Lídice da Mata (PSB-BA) e tem o senador Paulo Paim (PT-RS) como vice-presidente.

A reunião será na sala 13 da Ala Senador Alexandre Costa.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)