Senadores elogiam novo ministro da Justiça

Da Redação | 01/03/2016, 19h27 - ATUALIZADO EM 01/03/2016, 20h25

Durante as votações em Plenário nesta terça-feira (1º), vários senadores elogiaram a nomeação do novo ministro da Justiça, Wellington César Lima e Silva, que ainda não foi efetivado no cargo. Parlamentares destacaram a trajetória e a competência do novo ministro. Os três senadores da Bahia e o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) apresentaram à Mesa do Senado requerimento pedindo voto de aplauso para o novo titular da pasta da Justiça, que substituirá José Eduardo Cardozo em meio ao aprofundamento das investigações da Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

O senador Walter Pinheiro (PT-BA) disse conhecer Wellington César Lima e Silva há muitos anos, inclusive pelo novo ministro ter sido procurador-geral de Justiça do estado da Bahia durante o governo de Jaques Wagner, atual ministro-chefe da Casa Civil. O senador elogiou a capacidade do novo ministro e desejou-lhe boa sorte na função.

Walter Pinheiro aproveitou para  pedir que Wellington César busque soluções em relação aos problemas salariais e de atribuições das carreiras de agente e delegado da Polícia Federal.

Pouco antes, os senadores Randolfe Rodrigues, Otto Alencar (PSD-BA), Lídice da Mata (PSB-BA), Jorge Viana (PT-AC), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e Lasier Martins (PDT-RS) também demonstraram em Plenário satisfação com a nomeação de Wellington como novo ministro da Justiça.

Lídice da Mata desejou sucesso ao novo integrante do governo federal e disse que o procurador público atuou em temas ligados ao combate ao tráfico humano, defesa da infância e juventude e defesa dos direitos das mulheres.

Randolfe Rodrigues disse não conhecer Wellington pessoalmente, mas informou ter as melhores referências sobre sua carreira. O senador acrescentou que o novo ministro atuará com independência e de forma republicana.

Jorge Viana afirmou que Wellington é “um grande quadro do Ministério Público” que assume agora o Ministério da Justiça. Otto Alencar disse que o currículo de Wellington é muito bom e que ele agirá dentro da lei em sua nova função.

Vanessa Grazziotin se somou aos elogios dos colegas. E Lasier Martins disse esperar que o novo ministro da Justiça exerça sua atividades de maneira imparcial, isenta e indiferente a pressões.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)