Gleisi Hoffmann diz que estudantes foram 'fortemente reprimidos' no Paraná

Da Redação e Da Rádio Senado | 20/10/2015, 15h17 - ATUALIZADO EM 20/10/2015, 17h58

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) manifestou solidariedade aos jovens de Curitiba que, segundo ela, foram “fortemente reprimidos” pela polícia paranaense quando se dirigiam à Conferência Estadual da Juventude. Conforme o relato de Gleisi, os jovens que participariam da conferência foram tirados dos ônibus sem motivo aparente e passaram o que chamou de “situação de vulnerabilidade” diante de cães e policiais fortemente armados.

Segundo a senadora, a Secretaria de Segurança do Paraná argumentou que a vistoria dos ônibus fazia parte de uma operação-padrão, mas somente a caravana de Curitiba teria sido submetida a vistoria. Gleisi Hoffmann criticou o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), por, em sua avaliação, promover uma repressão à juventude que não se verificava desde o regime militar.

— Deixo aqui meu protesto ao governo do estado do Paraná, porque, infelizmente, está levando a imagem do nosso estado para o Brasil e para o mundo como um estado arrogante e antidemocrático — disse Gleisi Hoffmann.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

MAIS NOTÍCIAS SOBRE:
Senadora Gleisi Hoffmann Violência