Projeto pune com mais rigor as torcidas organizadas envolvidas em violência

06/03/2018, 16h18 - ATUALIZADO EM 06/03/2018, 16h21

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte aprovou o projeto (PLC 12/2017) que amplia os casos de violência que podem ser punidos pelo Estatuto do Torcedor. A legislação já penaliza a torcida organizada que promover tumulto, incitar a violência e invadir os locais restrito aos atletas, árbitros e jornalistas durante o jogo. A proposta também passa a punir os casos de invasão de treinos, confrontos entre torcedores quando não houver partidas em disputa e agressões contra atletas e outros profissionais do esporte nos períodos de férias. O texto ainda suspende as torcidas violentas dos estádios por até cinco anos. A reportagem é de George Cardim. Ouça o áudio produzido pela Rádio Senado.



Opções: Download