Congresso derruba vetos sobre dívidas de municípios e Recine

23/11/2017, 11h09 - ATUALIZADO EM 28/11/2017, 13h08

Dois vetos presidenciais foram derrubados pelo Congresso Nacional na sessão de quarta-feira (22). Um deles negava aos municípios um acordo com o governo sobre dívidas previdenciárias. O presidente Michel Temer havia vetado o chamado “encontro de dívidas” entre as prefeituras e a União, alegando que poderiam ser gerados créditos a receber. A medida está prevista na Lei 13.485/2017. De acordo com a Confederação Nacional dos Municípios, as dívidas com o INSS devem cair de R$ 75 bilhões para R$ 45 bilhões. Para a senadora Marta Suplicy (PMDB–SP), o endividamento é um peso que impede a ação efetiva dos gestores municipais. O outro veto rejeitado impedia a prorrogação do Regime Especial de Tributação para Desenvolvimento da Atividade de Exibição Cinematográfica (Recine) até 31 de dezembro de 2019 (MPV 770/2017). Ouça o áudio da repórter da Rádio Senado, Marcella Cunha.



Opções: Download


Senado Agora
12h12 Transparência no BNDES: A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aprovou o Projeto de Lei do Senado 7/2016–complementar que veda o sigilo bancário nas operações do BNDES. A matéria segue para análise do Plenário.
12h10 Participação política do cidadão: A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou o Projeto de Resolução 36/2019, que define a participação dos cidadãos nas proposições legislativas por meio do Portal e-Cidadania, do Senado.
10h40 Aprendizes : A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) aprovou projeto que incentiva as micro e pequenas empresas a admitir aprendizes. O PL 3.470/2019 vai à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), em decisão terminativa.
Ver todas ›