Comissão de Educação deve votar na próxima reunião o Programa Escola Sem Partido

17/11/2017, 18h42

Indenização para o trabalhador demitido arbitrariamente ou sem justa causa, programa escola sem partido e menos burocracia para produtores de plantas ornamentais. Esses são alguns dos projetos que devem ser votados nas comissões do Senado a partir da semana que começa no dia 20. O PLS 274/2012, do ex-senador Pedro Taques, regulamenta dispositivo da Constituição que protege o trabalhador contra a despedida arbitrária ou sem justa causa. O PLC 88/2014, do deputado Junji Abe (PSD-SP), isenta as cultivares de plantas e flores ornamentais de domínio público da obrigatoriedade de inscrição no Registro Nacional de Cultivares (RNC).  O PLS 193/2016, do senador Magno Malta (PR-ES), inclui na Lei de Diretrizes e Bases da Educação o "Programa Escola sem Partido". O parecer do senador Cristovam Buarque (PPS-DF) na comissão de Educação é pela rejeição da proposta.

Acompanhe a agenda de votações das comissões, na reportagem de Bruno Lourenço, da Rádio Senado.



Opções: Download


Senado Agora
13h49 Reforma tributária: Comissão da reforma tributária da Congresso será instalada hoje às 15h na presidência do Senado. Davi Alcolumbre confirmou que todas as indicações partidárias já foram feitas.
12h06 Tecnlogia 5G: A Comissão de Ciência e Tecnologia aprovou o Requerimento 62/2019, para criar uma subcomissão temporária para acompanhar a implantação da tecnologia 5G de telefonia móvel. O colegiado vai ser composto por cinco senadores.
12h06 Rádios comunitárias: A Comissão de Ciência e Tecnologia aprovou, em caráter terminativo, 13 autorizações para rádios comunitárias nos estados de Pernambuco, Santa Catarina, Paraná, Tocantins, Ceará e Rio Grande do Sul.
Ver todas ›