Senadores defendem que STF não limite escutas telefônicas

16/11/2016, 14h09

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve decidir se as interceptações telefônicas de investigados poderão ultrapassar os 30 dias. Alguns senadores defendem que o órgão não faça limitação às escutas. A senadora Ana Amélia (PP-RS) e Alvaro Dias (PV-PR) afirmam que a limitação de prazo pode causar impacto nas investigações da Lava Jato. Ouça mais sobre o assunto com o repórter da Rádio Senado, Carlos Penna Brescianini.



Opções: Download