Senado aprova projeto que proíbe governante de aumentar folha de pagamento no final do mandato

24/08/2016, 19h18 - ATUALIZADO EM 14/09/2016, 09h34

O Plenário aprovou nesta quarta-feira (24) o projeto que impede que prefeitos, governadores e presidente da República aumentem as despesas com pessoal nos últimos seis meses de mandato (PLS 389/2015).

O texto proíbe reajuste de salários, concessão de vantagens ou de planos de carreira, contratação de mão de obra ou nomeação de novos servidores, a não ser em casos emergenciais. A proposta também veda que o aumento entre em vigor após o final do mandato, na administração seguinte.

O projeto segue agora para a Câmara dos Deputados, como informa o repórter Maurício de Santi, da Rádio Senado.



Opções: Download