“200 anos de Independência: lições da história para a construção do amanhã”


Guilherme Bento Smaleski

Guilherme Bento Smaleski
  • Colocação no concurso: 3º colocado nacional
  • Colocação no estado: 1º colocado estadual
  • Ano de participação: 2022
  • Escola: EEEMTI Juscelino Kubitschek de Oliveira
  • Cidade: Alta Floresta D'oeste - RO
  • Professor(a): Ivone Fatima de Lima Aguiar

1 - Já escolheu o curso que vai fazer na Universidade? 

Sim, o curso de Direito.

2 - Você participa de alguma ação social em sua comunidade? Conte para a gente!

Ainda não tive a oportunidade de participar de nenhum projeto comunitário, mas, se possível, eu certamente aceitaria.

3 - Jovens devem participar de atividades políticas? Se sim, como seria essa participação?

Com certeza. Essa participação deve ocorrer de modo a acolher as exigências e as realidades vivenciadas pelas novas gerações, moldando uma política voltada à situação atual. Além disso, esse engajamento não precisa acontecer, necessariamente, nas instituições políticas governamentais, mas também em espaços como a escola, para que todos se familiarizem com o processo. 

4 - Existe alguém, anônimo ou famoso, que lhe inspira? Por quê?

Os meus pais, porque, apesar das dificuldades, persistiram no trabalho árduo e conseguiram, consequentemente, uma estabilidade na vida. Além disso, admiro-os devido ao incentivo que eles me dão em todos os aspectos pelos quais eu tenho interesse.

5 - Você tem algum hobby?

Sim. Eu gosto de ouvir músicas, ir à academia para me exercitar e aprender coisas novas — como um instrumento musical ou um idioma estrangeiro. 

6 - Tem livro favorito?

Sim, o livro “Um Lugar Bem Longe Daqui”, de Delia Owens, que retrata a vida de uma órfã que cresceu sozinha em um pântano.

7 - Qual o papel da família exerce na sua vida e na sua formação?

A minha família é fonte de inspiração em relação à minha vida acadêmica e pessoal. Dou ênfase à a minha mãe e ao meu primo, que obtiveram um considerável sucesso profissional, e também ao meu pai, que, mesmo não tendo uma escolaridade completa, conseguiu um grande êxito na vida, com grande esforço.

8 - O que te motivou a participar do Jovem Senador? Alguém fez parte desse momento?

Inicialmente, eu me inscrevi no concurso com o objetivo de treinar a minha escrita, porque já escrevo redações voltadas ao modelo do ENEM semanalmente. Então, participar do Jovem Senador não foi um grande desafio. Ainda assim, a minha professora orientadora e a minha mãe participaram ativamente tanto do meu processo de escrita, quanto do momento de preparação para a participação da Semana de Vivência Legislativa, em Brasília.

09 - Cite uma frase que você gosta.

“Em tempos de má-fé, contar a verdade tornou-se um ato revolucionário”.

George Orwell

10 - Como se sente sendo jovem senador?

Honestamente, está sendo uma experiência muito emocionante e, ao mesmo tempo, atípica. Isso porque eu estou sendo destaque em minha escola e também na cidade em que eu moro — algo que nunca aconteceu. Mesmo assim, confesso que isso está me engrandecendo muito como pessoa: lidar com a própria política, em Brasília, para mim, que quero seguir a carreira do direito, certamente está me ajudando.

EEEMTI Juscelino Kubitschek de Oliveira
Diretor:
Everson de Oliveira Souza
Professor orientador:
Ivone Fatima de Lima Aguiar