“200 anos de Independência: lições da história para a construção do amanhã”


Dinitine Savanele Ramalho Figueredo

Dinitine Savanele Ramalho Figueredo
  • Colocação no estado: 1ª colocada estadual
  • Ano de participação: 2022
  • Escola: Escola Estadual Lobo D' Almada
  • Cidade: Boa Vista - RR
  • Professor(a): Maria Veneranda Gutierrez

1 - Já escolheu o curso que vai fazer na Universidade? 

R: Não.

2 - Você participa de alguma ação social em sua comunidade? Conte para a gente!

R: Não.

3 - Jovens devem participar de atividades políticas? Se sim, como seria essa participação?

R: Sim. Poderia ser uma participação influente com ideias e opiniões que fossem devidamente expressadas, porém de uma maneira que preservasse a identidade do jovem e quem o representasse fosse alguém que ele escolheu.

4 - Existe alguém, anônimo ou famoso, que lhe inspira? Por quê?

R: Me inspiro bastante e principalmente em meus pais, pois são batalhadores e nunca desistiram de uma vida melhor,  nem dos seus sonhos. Me ensinaram a ser quem eu sou hoje. Também me inspiro em alguns youtubers como: Felipe Neto, O Que Não Dizer Oficial, Lanzinho, EMI, Alanzoka... Tiro inspiração por parte deles também, pois todos tem histórias de vida que envolvem superação, uma grande mudança nos seus caminhos por parte do trabalho duro e perseverança, correram atrás de seus sonhos e nunca abaixaram a cabeça para suas dificuldades.

5 - Você tem algum hobby?

R: Gosto bastante de desenhar, maratonar animes e séries, jogar, entre outros.

6 - Tem livro favorito?

R: Sou uma grande fã da saga de livros de Five Nights at Freddy’s, tendo como meu livro preferido da coleção de três livros, o “Os distorcidos”. Não é o fechamento da história, porém gosto dos acontecimentos em parte por serem engraçados.

7 - Qual o papel da família exerce na sua vida e na sua formação?

R: Para mim, o contexto de “família” é mais utilizado entre mim, minha mãe e meu pai, pois tenho mais contato, apoio e carinho por parte deles e foram eles que me ensinaram grande parte do que eu sou hoje, seja no meu modo de agir, pensar ou interagir, o que é de grande importância para minha formação como cidadão e pessoa de bem. Minha família por parte de pais também teve sua parte de importância, pois quando necessitei de ajuda eles me acolheram e acredito que eles gostem de mim, porém do jeito deles. 

8 - O que te motivou a participar do Jovem Senador? Alguém fez parte desse momento?

R: Em parte eu fui motivada pela premiação, mas também tive vontade de saber se me sairia bem em uma redação, já que não era uma área em que eu estava familiarizada. Minha mãe e minha professora foram as pessoas mais ativas nesse momento da minha vida, uma por me incentivar a tentar e a outra por não desistir de me ensinar.

09 - Cite uma frase que você gosta.

R: “O mundo inteiro é um palco
E todos os homens e mulheres não passam de meros atores
Eles entram e saem de cena
E cada um no seu tempo representa diversos papéis.” – Shakespeare.

10 - Como se sente sendo jovem senador ou jovem senadora?

R: Entusiasmada com a nova experiência.

Escola Estadual Lobo D' Almada
Diretor:
Maria Simone Cunha Ribeiro
Professor orientador:
Maria Veneranda Gutierrez