Cidadão que acompanha o orçamento público dá valor ao Brasil


Janine Araújo da Silva Guimarães

Janine Araújo da Silva Guimarães
  • Ano de participação: 2016
  • Cidade: Feira de Snatana - BA
  • Escola: Colégio da Polícia Militar Diva Portela
  • Formação: Licenciada em Letras Vernáculas, pela Universidade Estadual de Feira de Santana - Bahia (U.E.F.S.) e Especialista em Estudos Linguísticos (U.E.F.S.)
  • Estudante finalista: Marcos Paulo Jesus dos Santos

Minha vida profissional

A professora Janine tem larga experiência no Magistério, são mais de 16 anos de sala de aula dedicados à Educação. Iniciou sua carreira como docente efetiva do ensino fundamental em uma escola municipal, no ano 2000, e, a partir de 2004, passou a ministrar aulas também para estudantes do ensino médio da rede estadual. Em tempos de Graduação, participou do projeto Universidade para Todos, pela Universidade Estadual de Feira de Santana, com a disciplina de Língua Portuguesa, e depois de formada atuou no mesmo projeto, como professora de Língua Espanhola, no município de Antônio Cardoso.

Foi monitora de Língua Latina I na Universidade Estadual de Feira de Santana, tendo auxiliado a professora Valéria Marta Ribeiro Soares nas atividades no curso de Letras. Trabalhou, ainda, na Rede Privada de Ensino, durante sete anos, exclusivamente como professora de Redação, tendo se desligado do setor em 2015. Atualmente, Janine é supervisora do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – PIBID de Língua Espanhola-UEFS, leciona na Rede Municipal de Ensino de Feira de Santana (Centro de Educação Básica) e na Rede Estadual, no Colégio Estadual Odorico Tavares e no Colégio da Polícia Militar Diva Portela.

 

Falando de Jovem Senador

“Em 2015, quando completei um ano como docente do Colégio da Polícia Militar Diva Portela, fui apresentada ao material do projeto pela então vice-diretora, a professora Meire Soares. Li o material disponibilizado e julguei o programa bastante significativo. Além disso, considerei a possibilidade de unir o trabalho realizado com produção de texto a um objetivo concreto, já que haveria um destinatário real e uma meta passível de ser alcançada, o que motivou extremamente o corpo de alunos. No ano mencionado, não obtivemos êxito em relação à classificação, mas a experiência foi verdadeiramente gratificante”.

“Em 2016, a diretora pedagógica do CPM – Diva Portela, professora Eliane Kátia, e o vice-diretor, professor Gerson Gomes, confiaram novamente em meu trabalho e entregaram em minhas mãos o material do projeto Jovem Senador. Não hesitei, afinal, participar do referido concurso é, sem dúvida, uma experimentação riquíssima, tanto para o educador, quanto para o discente. Compartilhei com meus alunos as informações e orientações acerca do concurso de redação, bem como o tema atual do projeto, altamente pertinente em um ano de Olimpíada no Brasil. A parte mais difícil de todo esse processo é a escolha de um único texto, uma única produção, uma vez que, dentre todos os escritos elaborados pelos estudantes, havia vários merecedores de participar do certame. Seguramente, a escolha do “melhor texto” é a tarefa mais laboriosa para o professor”.

Sobre o trabalho realizado em sala de aula, a professora Janine foi bem detalhista nos procedimentos e exigiu o máximo de seus alunos: “Em princípio, apresentei aos estudantes o cartaz e demais materiais fornecidos acerca do projeto, explicitando regras, prazos etc. Em seguida, lancei na lousa o tema e pedi que pesquisassem informações e textos argumentativos pertinentes à questão abordada e que pudessem auxiliá-los a desenvolver uma proposição concernente à referida asserção. Após a busca, cada aluno teve de montar um roteiro prévio de produção, definindo a tese, as variáveis argumentativas a serem aplicadas para defesa da ideia apresentada e, por fim, as ações exequíveis em prol do fomento à prática esportiva, além de todo o detalhamento pertinente a essa parte da elaboração escrita. Montados os roteiros, procedemos à análise minuciosa dos mesmos e à discussão da temática, por meio de debate promovido em classe, no intuito de socializar os conhecimentos adquiridos e potencializar o aprimoramento do esquema de texto, para, então, dar início ao processo de produção da dissertação-argumentativa final”.

Na opinião da professora Janine, “participar de todas as etapas do Projeto Jovem Senador propicia à classe estudantil a oportunidade de refletir sobre diversificadas questões que permeiam, especialmente, a política brasileira e, aos premiados, mais ainda, pela singularidade de vivenciar na prática a experiência política e de poder interferir concretamente nesse processo. O Projeto Jovem Senador estimula a participação política juvenil e, por conseguinte, favorece o exercício da cidadania”.

Ao tomar conhecimento da classificação de seu aluno, Janine não conteve a alegria. “Eu e o meu aluno, Marcos Paulo, estávamos confiantes, porém bastante ansiosos, aguardando o resultado do concurso. Ao visualizar no site do projeto a lista dos finalistas, fui tomada por uma emoção especial. Primeiramente, veio o sentimento de euforia, a palpitação, uma felicidade extraordinária. Imediatamente, quis compartilhar com a minha família, com Marcos e com todos do CPM Diva Portela a façanha do nosso estudante vencedor. A alegria e satisfação pós-resultado são indescritíveis! Ambos fomos honrosamente homenageados pelo diretor militar, o Tenente Coronel Augusto César Miranda Magnavita, pela direção pedagógica e por todos os que fazem parte do Colégio da Polícia Militar Diva Portela. É maravilhoso ver frutificar o trabalho que realizamos com esmero e isso só é possível, na área da educação, quando há oportunidade, disponibilidade para fazer, apoio por parte da direção e, sobretudo, quando nós, educadores, nos deparamos com estudantes como Marcos, sedentos por saber, empenhados, comprometidos, dedicados e persistentes. A ele, a Marcos Paulo Jesus dos Santos, todo o mérito dessa conquista!”.

 

Uma mensagem para seus alunos

“Em certa altura da minha vida estudantil, num momento de fraqueza decorrente da sobrecarga de atividades laborais e acadêmicas, ouvi de meu amado pai, grandioso mestre para mim, uma frase que jamais esquecerei: ‘Desistir? Esse verbo não existe no seu dicionário! Você é capaz!’. Acreditei e venci com louvor a empreitada, aprovada em primeiro lugar numa seleção tão almejada e da qual, por um fio, não desisti. A persistência é o segredo do sucesso! Acreditem, meus caros, na sua capacidade e não desanimem diante das adversidades. Estabeleçam metas e empenhem-se para alcançá-las. Persistir e não desistir converte o plano traçado em objetivo alcançado, sonho realizado. Todos vocês são capazes! Eu acredito veementemente nisso!”

Endereço: Telefone:
(75) 982254578 - Celular
Diretor:
Eliane Kátia Oliveira Silva Lopes
Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11