“200 anos de Independência: lições da história para a construção do amanhã”


Release

Comissões selecionam os jovens senadores e senadoras de 2022

Começou nesta segunda-feira (2) a avaliação das redações finalistas estaduais do Jovem Senador 2022. Os textos foram selecionados entre os participantes do Concurso de Redação do Senado Federal, que já faz parte da rotina de escolas públicas de nível médio de todo o Brasil.

Na primeira etapa, são classificadas, entre as três redações enviadas pela Secretaria de Educação de cada estado e do Distrito Federal, o primeiro, o segundo e o terceiro lugares. O vencedor será empossado como jovem senador ou senadora. A Comissão julgadora é formada por servidores de diferentes áreas do Senado. Participam dos trabalhos da primeira fase os avaliadores Rogerio Cardoso Machado e  Carolina Pompeu de Sousa Campos, da Consultoria Legislativa; Marisa Reis Gomes Andrade e Ana Carolina Dias Sarres, da Secretaria Geral da Mesa; Carlos Eugenio Varella Escosteguy, Debora Silva Barroso Pais e Marcelo Azevedo Larroyed, do Instituto Legislativo Brasileiro; e Fernanda Vidigal e Valter Rosa, da Secretaria de Comunicação.

Na próxima quinta-feira (5), outra comissão escolhe, dentre as 27 redações vencedoras desta semana, as três primeiras colocadas em nível nacional. A seleção será feita pelos servidores Pedro Duarte Blanco, da Consultoria Legislativa; Fernanda Damiani Costa, da Secretaria Geral da Mesa; e Luís Carlos Fonteles, da Secretaria de Comunicação.

Os nomes dos 27 estudantes vencedores que representarão seus estados como jovens senadores ou senadoras serão anunciados oficialmente pelo Senado Federal até do dia 6 de maio. Acompanhados dos professores orientadores, eles desembarcam em Brasília no dia 27 de junho para vivenciar a experiência de ser parlamentar, discutindo e apresentando projetos nas comissões temáticas e no Plenário. Desde o início do Jovem Senador, foram apresentadas mais de 50 sugestões, das quais 41 foram aceitas como projetos de lei do Senado e duas como propostas de emenda à Constituição.

IMPRIMIR | E-MAIL Compartilhar: Facebook | Twitter | Google+ | Pinterest